Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Todos os detalhes da Mostra Internacional de Cinema

O maior evento cinematográfico do ano terá exibição on-line de 198 filmes vindos de 71 países

Por Miguel Barbieri - Atualizado em 10 out 2020, 13h21 - Publicado em 10 out 2020, 13h17

A pandemia afetou também a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que, pela primeira vez em 44 anos, será realizada on-line. O maior evento cinematográfico do ano contará com algumas exibições no formato drive-in do Belas Artes (no Memorial da América Latina) e do CineSesc (no Parque Dom Pedro II).

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

São 198 filmes vindos de 71 países, muitos deles exibidos e premiados em festivais internacionais. O ingresso para cada filme vai custar R$ 6,00 e serão disponibilizados pela Mostra Play, uma plataforma desenvolvida especialmente para o evento. Haverá um número limitado de visualizações, cerca de 1000 por título. É bom garantir seu tíquete assim que começarem as vendas, no dia 22.

Os filmes on-line começam a entrar na plataforma dia 23 de outubro e a Mostra segue até 4 de novembro. O longa-metragem de abertura é o polêmico mexicano Nova Ordem, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Veneza. Outros destaques são Kubrick por Kubrick, o português O Ano da Morte de Ricardo Reis e Aranha, do chileno Andrés Wood.

Do Festival de Veneza, a Mostra traz o documentário Sportin’ Life, de Abel Ferrara, City Hall, de Frederick Wiseman, Entre Mortes (In Between Dying) e os premiados Crianças do Sol (Sun Children), de Majid Majidi, Miss Marx, de Susanna Nicchiarelli, Gênero, Pan, de Lav Diaz, Zanka Contact, de Ismaël El Iraki, e o documentário Notturno, de Gianfranco Rosi.

Da seleção de Cannes haverá Fevereiro, de Kamen Kalev, Nadia, Borboleta, de Pascal Plante, Josep, de Aurélien Froment, Dezesseis Primaveras, de Suzanne Lindon, Suor, de Magnus von Horn, o elogiado brasileiro Casa de Antiguidades, e Mães de Verdade, de Naomi Kawase, entre outros.

Continua após a publicidade

De Berlim, integram a programação Não Há Mal Algum (There Is No Evil), de Mohammad Rasoulof, Fábulas Ruins (Bad Tales), de Fabio e Damiano D’Innocenzo, Sem Ressentimentos (No Hard Feelings), de Faraz Shariat, Malmkrog, de Cristi Puiu, Pai (Otac), de Srdan Golubović, Dias (Rizi), de Tsai Ming-Liang, Welcome To Chechnya, de David France, Mamãe, Mamãe, Mamãe, de Sol Berruezo Pichon-Rivière, O Problema de Nascer, de Sandra Wollner, Desenterrar, de Georgis Grigorakis e O Século 20, de Matthew Rankin.

Exibições gratuitas também vão ocorrer, nas plataformas do Sesc Digital e da Spcine Play.

Os ingressos poderão ser adquiridos a partir do dia 22 de outubro. Após a aquisição das entradas, o usuário cria sua biblioteca e terá três dias para assistir aos títulos escolhidos e 24 horas a partir do “play” de cada um.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade