Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Lojas da 2001 Video, que vão fechar as portas, têm ainda muitos filmes à venda

Foi com um aperto no coração que, no sábado passado, ao abrir meu gmail, vi o email de despedida da 2001 Video. A loja virtual da videolocadora mais querida de São Paulo continua, mas os dois estabelecimentos que restaram vão fechar as portas. A loja da Avenida Paulista fica aberta para venda de filmes até […]

Por Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em 26 Feb 2017, 13h47 - Publicado em 21 Dec 2015, 19h27

Foi com um aperto no coração que, no sábado passado, ao abrir meu gmail, vi o email de despedida da 2001 Video. A loja virtual da videolocadora mais querida de São Paulo continua, mas os dois estabelecimentos que restaram vão fechar as portas. A loja da Avenida Paulista fica aberta para venda de filmes até dia 31 de janeiro. A filial de Pinheiros, só até 17 de janeiro.

A 2001 foi pioneira na cidade por causa de seu acervo diferenciado. Funciona há 33 anos e atravessou várias mudanças: a virada do VHS para o DVD, a mudança para o Blu-Ray, a pirataria, os downloads ilegais, a concorrência da Netflix, do Now… e a crise que se agravou no país em 2015.

2001

Conhecia o bom gosto da seleção da 2001, mas pouco a frequentei. Motivo: eu também tive uma videolocadora. Abri a Over Video, em 1986, quatro anos depois da 2001, que já era uma referência para quem gostava de filmes de arte, cults, alternativos… Como sempre gostei de um cinema à margem de Hollywood, quis ter uma loja aos moldes da 2001 e, durante bons anos, fui um pequeno concorrente à gigante loja da Paulista – a minha ficava na Alameda Santos, a poucos quarteirões de lá.

Continua após a publicidade

Fechei as portas em 1998 e acredito que os donos da 2001 foram guerreiros por terem sobrevivido por mais tanto tempo. Hoje (21), passei na loja da Rua Pedroso de Morais para ver como estavam os ânimos e, claro, buscar alguns filmes que faltam no meu acervo particular. Percebi que o “clima” era o mesmo de quando eu fechei a Over Video e fiz um saldão durante algumas semanas: funcionários atarefadíssimos com as vendas e clientes eufóricos enchendo a sacola. Nem choro, nem vela.

Muita coisa, segundo um atendente, foi vendida no fim de semana. Mas, para um bom “garimpador”, ainda há o que comprar. Eu mesmo garanti quatro filmes em Blu-Ray (usados): a comédia Bruno (R$ 19,90), o drama político JFK (R$ 19,90), o cult de terror Evil Dead – A Morte do Demônio (R$ 19,90) e 300 – A Ascensão do Império (R$ 9,90). Tem DVDs a partir de R$ 5,90 e coleções e séries por até R$ 200,00.

Algo bem chatinho: não há preço no produto, ao menos na loja visitada, a de Pinheiros. Você, então, é obrigado a perguntar aos atendentes quanto custa cada filme.

 + Os melhores (e piores) filmes de 2015

Continua após a publicidade

Brasil está (de novo) fora do Oscar

+ Dicas de presentes de Natal para quem gosta de cinema

Wagner Moura está indicado ao Globo de Ouro. Veja a lista completa

Publicidade