Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Kevin,Joe e Nick expõem intimidade em filme revelador sobre Jonas Brothers

O documentário Chasing Happiness - Em Busca da Felicidade é uma das novidades do Prime Video, da Amazon

Por Miguel Barbieri - 27 jun 2019, 16h08

Não sou da geração Jonas Brothers. Nunca comprei um CD deles e, puxando pela memória, não sei cantarolar nenhuma música do trio de irmãos. Mas sempre tive um apreço pelo caçula, Nick Jonas, desde que o cantor saiu do trio para fazer carreira solo, inclusive no cinema. E ele foi evoluindo no quesito ator. Em A Cilada, estava péssimo. Melhorou em O Trote (que tem na Netflix) e se deu melhor em Jumanji – Bem-Vindo à Selva. Sua próxima empreitada nas telas será em Midway, drama de guerra que estreia nos Estados Unidos em novembro.

Dei toda essa volta para comentar sobre Chasing Happiness, que está disponível no Prime Video, da Amazon. Em um dos melhores momentos de Em Busca da Felicidade (título em português), Kevin, Joe e Nick Jonas fazem um jogo da verdade. Nick, então, abre o coração e se diz arrependido de ter atuado no segundo filme Camp Rock, para a Disney. E é nessa toada de confissões reveladoras que o registro segue.

Os irmãos em momento confessional: as verdades vêm à tona Divulgação/Amazon/Veja SP

Ao contrário do que possam esperar os fãs, há pouca música e muitos depoimentos dos irmãos que foram um fenômeno pop na primeira metade dos anos 2000. Repassando a trajetória deles (Nick sempre foi o mais talentoso), o filme traz uma cena memorável: a ida do trio à igreja evangélica da qual o pai era pastor e de onde saiu para tocar a carreira dos filhos sob a reprovação dos fiéis. Eles não podem entrar na igreja e nem mesmo visitar a casa onde moraram na adolescência. Foram e são ídolos, mas nem tudo é possível na vida dos irmãos Jonas.

Chasing Happiness enfoca também o momento de ruptura do trio e como cada um seguiu seu caminho e, anos depois, voltaram juntos aos palcos. Como disse acima, nunca fui fã de Jonas Brothers e não será agora que serei. Mas gostei do documentário, pela honestidade e transparência com que eles repassam suas vidas se expondo com sinceridade.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade