Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Daniel Rocha indica série de ficção sobre vitória de Hitler na II Guerra

O ator está em cartaz nos cinemas em Eu Sou Brasileiro

Por Miguel Barbieri 23 ago 2019, 15h21

Daniel Rocha está em cartaz nos cinemas em Eu Sou Brasileiro. E ainda tem outros projetos pela frente. Com contrato com a Neflix, estará na série Spectros, vivendo o papel de Douglas Petrie, um policial que investiga casos de mortes no bairro da Liberdade. Também na TV, protagoniza a série Os Irmãos Freitas, no canal Space, em que interpreta Acelino “Popó”.

Daniel é o convidado da semana para escrever sobre algo para ver em casa e sua escolha foi certeira e curiosa: uma série de ficção sobre como seria o mundo se Hitler tivesse vencido a II Guerra. Confira abaixo o texto dele.

Cena da série The Man in the High Castle Divulgação/Divulgação

“Enquanto me sentia “órfão” e aguardava o lançamento das séries que costumo acompanhar, pesquisei produções que estavam fazendo sucesso nos EUA e deparei com The Man in the High Castle, da Amazon. Fiquei surpreso logo de cara porque é uma produção do Ridley Scott com história de Philip K. Dick, a mesma dupla de Blade Runner. Philip é escritor e envereda por universos incríveis. Já o Ridley é um diretor que eu amo muito e pelo qual tenho grande admiração, porque ele consegue mudar o estilo de filmar determinado gênero. Essa parceria foi um dos motivos pelos quais me interessei pela série. Outro atrativo foi o fato de a trama se passar logo após a II Guerra — eu sou fã de histórias sobre esse período.
Mas trata-se de uma ficção. É como se a Alemanha, o Japão e a Itália tivessem ganho a guerra. Eles invadiram os Estados Unidos e dividiram o país entre japoneses, que ficaram com São Francisco, e alemães, que passaram a dominar Nova York, além de uma zona neutra em território americano. O ano é 1962, Hitler está vivo e o nazismo sobreviveu. Há rebeldes contra o sistema fascista que reina nos Estados Unidos. O Japão tenta se infiltrar de alguma maneira na Alemanha e vice-versa. Eles são aliados, embora exista uma guerra velada, de espionagem, que eu adoro. E mais: os rebeldes produzem um filme dentro da série, que é uma metalinguagem de como seria se os alemães não tivessem saído vitoriosos.
Eu me assustei muito enquanto assistia, porque a cultura do ódio, empregada num regime totalitário, faz com que as pessoas sejam terríveis umas com as outras por acharem que estão sendo corretas. Em resumo: a produção de época é brilhante; as atuações, muito precisas, com personagens bem construídos e efeitos visuais maravilhosos. E ainda há uma linda história romântica em meio à ação e à espionagem. O seriado está meio escondido na Amazon, mas vale toda a nossa atenção”.

The Man in the High Castle está disponível no Prime Video da Amazon.

  • Que me seguir nas redes sociais? Anote:

    Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
    Twitter: @miguelbarbieri
    Instagram: miguelbarbieri
    YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade