Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Blog do Miguel oferece 14 filmes e uma minissérie gratuitos no Looke

Até o dia 14 de fevereiro, a Seleção Miguel Barbieri disponibiliza quinze títulos grátis na plataforma de streaming. Confira como conseguir acessá-los

Por Helena Galante Atualizado em 15 jan 2021, 10h20 - Publicado em 15 jan 2021, 06h00

Pelo terceiro mês consecutivo, o Blog do miguel dá um presente aos assinantes de VEJA SÃO PAULO por meio do Looke, uma plataforma digital que aluga filmes e séries. O Video Club desse canal de streaming tem planos de assinatura, que começam em R$ 16,90 por mês, mas, até 14 de fevereiro, a Seleção Miguel Barbieri disponibiliza quinze títulos grátis. Para ver os filmes sem pagar nada é preciso fazer um cadastro no Looke. Pelo site, você vai clicar em “minha conta” e, lá, haverá um espaço para colocar o gift code. Digite BLOGDOMIGUEL. E pronto!

São catorze longas-metragens e uma minissérie, a francesa Meus 2 Amores. Nas escolhas há filmes que ganharam quatro estrelas, como a animação para adultos Renaissance e Na Ventania, da Estônia. Outros países europeus como suíça (Mulheres Divinas), França (Os Sabores do Palácio), Itália (O Primeiro que Disse) e Alemanha (Labirinto de Mentiras) também estão bem representados. Não ficam de fora os clássicos. Os cinéfilos são brindados com um Kubrick (Spartacus) e um Fellini (Amarcord), além de Madame Rosa (1977), a primeira versão do romance de Romain Gary que deu origem à recente refilmagem Rosa e Momo.

Confira as 15 produções disponíveis

MULHERES DIVINAS O direito das mulheres de votar na suíça só ocorreu em 1971. Nesse registro de mulheres submissas daquela época, Nora (Marie Leuenberger), mãe de dois meninos e esposa do gerente de uma marcenaria, pretende voltar ao trabalho. mas o marido não lhe dá permissão. ela, então, passa a se interessar por feminismo e direitos igualitários e, assim, toma a frente de um comitê para apoiar a proposta do voto feminino.

Mulheres Divinas
Mulheres Divinas Divulgação/Divulgação

UM AMOR EM CADA ESQUINA Isabella Patterson (Imogen Poots), garota de programa, atende um homem casado (Owen Wilson). O caldo entorna quando a aspirante a atriz faz um teste para uma peça cujo diretor é justo ele.

Um Amor a Cada Esquina
Um Amor a Cada Esquina Divulgação/Divulgação

E SE VIVÊSSEMOS TODOS JUNTOS? Vivem na França os casais Jean e Annie (Guy Bedos e Geraldine Chaplin) e Albert e Jeanne (Pierre Richard e Jane Fonda), além do viúvo Claude (Claude Rich). Jean e Annie fazem a proposta de todos morar juntos e contratar um jovem (Daniel Brühl) para auxiliá-los.

E se vivêssemos todos juntos?
E se vivêssemos todos juntos? Divulgação/Divulgação

LABIRINTO DE MENTIRAS Em 1958, Johann Radmann (Alexander Fehling), um promotor de Frankfurt, empenha-se numa corajosa missão: examinar o caso de Simon Kirsch, pintor e sobrevivente de Auschwitz, que reconheceu um carrasco nazista.

Labirinto de Mentira
Labirinto de Mentiras Divulgação/Divulgação

NA VENTANIA Os atores são vistos em imagens congeladas, porém a câmera passeia entre eles em planos-sequência de tirar o fôlego que revelam como foi o Holocausto soviético. Nesta obra-prima da Estônia, uma voz em off narra a separação de um casal e o sofrimento da mulher, levada a um campo de trabalhos forçados.

Na Ventania
Na Ventania Divulgação/Divulgação

MEUS 2 AMORES O médico Hector (François Vincentelli) tem um estável relacionamento com Jérémie, até que reencontra sua namoradinha de adolescência. A minissérie tem apenas três episódios e rende risos mais uma reflexão sobre poliamor.

Camille Chamoux, FranÁois Vincentelli
Meus Dois Amores Divulgação/Divulgação

AMARCORD Federico Fellini concorreu ao Oscar de melhor direção e roteiro original em 1976. Um ano antes, contudo, Amarcord havia levado o prêmio de melhor filme estrangeiro. Em um de seus longas-metragens mais emblemáticos, Fellini relembra sua infância com personagens de sua fértil memória.

Continua após a publicidade
Amarcord
Amarcord Divulgação/Divulgação

OS SABORES DO PALÁCIO Em 1988, a cozinheira Danièle Delpeuch recebeu um convite para ser a chef do presidente François Mitterrand. Na comédia dramática, ela vira Hortense Laborie (Catherine Frot).

Os Sabores do Palácio
Os Sabores do Palácio Divulgação/Divulgação

RENAISSANCE É uma pena que esta fabulosa animação para adultos não tenha tido o sucesso merecido. Num preto e branco que traduz a linguagem das HQs, Paris surge como uma cidade controlada no ano de 2054. A empresa Avalon vende seus principais produtos de exportação: juventude e beleza.

Renaissance
Renaissance Divulgação/Divulgação

O PRIMEIRO QUE DISSE Na comédia dramática italiana ambientada na graciosa cidade de Lecce, Tomasso Cantone (Riccardo Scamarcio) mora em Roma com o namorado e não quer esconder sua orientação sexual da família. Quer revelar a todos que é homossexual, mas, para sua surpresa, seu irmão mais velho (Alessandro Preziosi) se adianta e confessa ser gay. E agora?

O Primeiro Que Disse
O Primeiro Que Disse Divulgação/Divulgação

SPARTACUS Talvez seja o filme mais lembrado de Kirk Douglas (1916–2020), dirigido aqui pelo mestre Stanley Kubrick, em 1960. em mais de três horas de duração, a história cobre a trajetória de Spartacus, o escravo que virou gladiador e planeja liderar uma rebelião contra o império romano.

Spartacus
Spartacus Divulgação/Divulgação

TRANSAMÉRICA é bem provável que hoje uma atriz não fosse escalada para o papel de uma mulher trans. mas, em 2005, Felicity Huffman foi indicada ao Oscar por interpretar Bree, que teve um filho quando se identificava com o gênero masculino.

Transamerica
Transamerica Divulgação/Divulgação

MADAME ROSA – A VIDA À SUA FRENTE Quem viu Rosa e Momo, novidade estrelada por Sophia Loren, deve ter ficado com vontade de assistir à primeira (e melhor) versão do romance de Romain Gary. Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 1978, o drama traz a excelente Simone Signoret como a ex-prostituta judia que toma conta de garotos como Momo (Samy Ben-Youb).

Madame Rosa — A Vida à Sua Frente
Madame Rosa — A Vida à Sua Frente Divulgação/Divulgação

ANDE COMIGO Soldado dinamarquês em missão no Afeganistão, Thomas (Mikkel Boe Folsgaard) perde as duas pernas na explosão de uma mina. De volta a Copenhague, ele dá início a um árduo tratamento de reabilitação e, revoltado, só pensa em retornar à guerra. Eis, então, que surge no hospital a bailarina Sophie (Cecilie Lassen).

Ande Comigo
Ande Comigo Divulgação/Divulgação

COPENHAGEN O americano Will (Gethin Anthony) está em Copenhague para conhecer seu avô quando se encanta pela jovem effy (a graciosa Frederikke Dahl Hansen), que vai ajudá-lo na complicada missão.

Copenhagen
Copenhagen Divulgação/Divulgação

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 20 de janeiro de 2021, edição nº 2721

Continua após a publicidade
Publicidade