Alejandro Claveaux indica série da Netflix para curtir e relaxar

O ator volta à TV na segunda temporada de A Vida Secreta dos Casais, a partir de 13 de outubro, na HBO

Conheci o ator Alejandro Claveaux pessoalmente na pré-estreia de Uma Quase Dupla, a divertida comédia estrelada por Tatá Werneck e Cauã Reymond. Ele foi uma simpatia. Antes, já havia visto o ator no palco na incrível peça Gota d´Água (a Seco), também protagonizada por Laila Garin. Depois de interpretar um personagem na novela O Outro Lado do Paraíso, Claveaux volta às TV em dose dupla. A partir de 13 de outubro, na HBO, na estreia da segunda temporada da série A Vida Secreta dos Casais. E já está escalado para a próxima novela das 9, na Globo, Amor de Mãe. Ele é o convidado da semana para indicar um filme ou uma série para ver em casa. E fez um descoberta e tanto! Confira abaixo o texto escrito por ele.

Brays Efe interpreta Paquita Salas (abaixo)

 (Divulgação/Divulgação)

“Nunca tinha ouvido falar sobre a série Paquita Salas, disponível na Netflix, até que um amigo, que conhece meu gosto por séries e filmes espanhóis, a indicou. Meu gênero favorito é, indiscutivelmente, o drama. Quando ele envolve o terror, eu faço maratona e passo madrugadas no sofá. O fato é que, às vezes, minha cabeça pede um descanso, e preciso buscar algo menos pensante, mais leve, que me renda apenas boas risadas e… nada mais. Aí entra Paquita Salas.
O que, inicialmente, seriam vídeos do Instagram se tornou uma série na plataforma de streaming Flooxer. Mais tarde, de mãos dadas com a Netflix, ela ganhou um orçamento maior. Com isso, aumentaram também sua qualidade e, é claro, sua divulgação. Tudo é fácil com Paquita Salas. Não se trata de uma série que nos mantém grudados na tela por horas — nem exige esforço por parte do espectador para entendê-¬la. Ela só nos sugere duas coisas: relaxar e curtir. Paquita Salas é uma agente de atores que teve seus anos de glória, representando os melhores artistas, e, agora, ficou desatualizada. Desde as suas roupas ao seu gosto por torresmo… tudo é peculiar em Paquita.
Ela é uma mulher que parece não ter se ajustado ao século XXI. Continua a viver das glórias do passado e não se adapta muito bem às novas necessidades de um mercado em constante mudança. Paquita não sente medo do absurdo — ela é o próprio absurdo. A protagonista é interpretada por um homem. O ator Brays Efe suaviza a caricatura para dar vida a uma personagem cheia de camadas e nuances. As duas primeiras temporadas têm cinco episódios e a terceira, seis. E a série fica ainda melhor a cada capítulo.

As três temporadas de Paquita Salas estão disponíveis na Netflix.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote!

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s