20 coisas que você não sabe (e precisa saber) sobre Coringa

Entre as curiosidades, Joaquin Phoenix não foi a primeira escolha para o papel e a cena da dança na escadaria virou atração turística em Nova York

Se você não viu Coringa, dois avisos: vá correndo assistir e este post contém spoilers.

1 – A Warner queria que Martin Scorsese e Leonardo DiCaprio como diretor e protagonista, respectivamente, de Coringa. Mas a parceria se tornou inviável por questão de agenda. DiCaprio estava comprometido com Era Uma Vez em… Hollywood, de Quentin Tarantino, que foi filmado na mesma época. E Scorsese se envolveu com o projeto de O Irlandês, da Netflix. Só Robert De Niro, que foi a primeira opção para interpretar o apresentador de talk show, conseguiu fazer Coringa e O Irlandês.

2 – O logotipo da DC Comics só aparece depois dos créditos finais. Foi uma tentativa clara de distanciar Coringa dos filmes do universo da DC, como Mulher-Maravilha e Aquaman.

3 – Depois de Watchmen: O Filme, de 2009, é o primeiro filme da DC Comics classificado nos Estados Unidos como R (restrito). No Brasil, a classificação indicativa é de 16 anos.

4 – Para manter a produção em segredo, foi usado o nome de Romeo para o longa-metragem enquanto Coringa era filmado.

5 – Na primeira exibição do filme, no Festival de Veneza, o público, ao fim da sessão, aplaudiu de pé por oito minutos.

6 – Embora não seja dito seu nome nos diálogos, o inglês que confronta Arthur no portão da mansão dos Wayne é Alfred Pennyworth, o confidente de Bruce Wayne/Batman.

7 – Darren Aronofsky iria dirigir Batman: Year One Movie, mas o projeto foi cancelado. E Joaquin Phoenix, veja só, foi considerado para o papel de Batman.

8 – No filme, há uma Helms Pharmacy. Seria uma homenagem/brincadeira com o ator Ed Helms, que estrelou a trilogia Se Beber, Não Case!, dirigida pelo mesmo Todd Phillips?

9 – A cena em que Coringa dança na escadaria foi feita na Shakespeare Avenue, 1165, no Bronx, em Nova York. Depois do lançamento filme, o endereço virou ponto turístico.

10 – Frances McDormand, vencedora do Oscar de melhor atriz por Três Anúncios para um Crime, desistiu de interpretar Penny, a mãe debilitada de Arthur, papel que ficou com a ótima Frances Conroy.

11 – Muita gente está lembrando da referência a O Rei da Comédia (1982), de Scorsese. E é verdade. O próprio De Niro já disse que seu apresentador de TV é uma homenagem a Rupert Pupkin, seu personagem em O Rei da Comédia.

12 – É o primeiro papel de Joaquin Phoenix extraído de uma HQ. Antes, ele desistiu de interpretar o personagem-título de Doutor Estranho (2016) e de tomar o lugar de Mark Ruffalo com Bruce Banner/Hulk em Os Vingadores (2012).

13 – Joaquin Phoenix discorda que Coringa seja um personagem atormentado. Para ele, Coringa é “a alegria, é a luta para encontrar a felicidade e se sentir conectado. Ele foi tantas coisas diferentes para mim em momentos diferentes e quanto mais imprevisível, mais inspirador”.

14 – Segundo Phoenix, a parte mais difícil de interpretar o personagem foi encontrar e aperfeiçoar a risada ideal do Coringa.

15 – Durante a coletiva para jornalistas no Festival de Veneza, de onde Coringa saiu com o Leão de Ouro, Phoenix foi cauteloso quando perguntado sobre a personalidade dúbia e a transformação de Arthur em Coringa. Ele, então, respondeu: “o público decide por si. Certamente, na maioria dos filmes do gênero, há um herói e o vilão e as motivações dos personagens são claras. Eu tenho minha própria opinião. Eu sei o que ele é para mim, mas não gostaria de impor a quem não assistiu ao filme”.

16 – A maquiagem do Coringa é muito parecida com a de John Wayne Gacy (1942-1994), um serial killer que costumava entreter crianças enquanto estava vestido como Pogo, o Palhaço. Esse estilo de maquiagem foi evitado pelos palhaços que trabalhavam na época porque assustava as crianças.

17 – Num momento da apresentação do stand-up, Arthur diz: “Quando eu era criança e dizia às pessoas que seria comediante, todo mundo ria de mim. Mas agora ninguém está rindo”. A frase foi extraída de um texto do comediante inglês Bob Monkhouse (1928-2003).

18 – Todd Phillips (também diretor) e Scott Silver escreveram o roteiro tendo Joaquin Phoenix em mente. “O objetivo nunca foi introduzir Joaquin Phoenix no universo dos quadrinhos. O objetivo era introduzir filmes em quadrinhos no universo de Phoenix”, disseram.

19 – Como Joaquin Phoenix perdeu 23 quilos para interpretar o personagem, as cenas tinham de ser feitas só uma vez porque não haveria oportunidade de refilmar depois. Todd Phillips, então, teve de escrever o roteiro durante a produção.

20 – Parece que o clima pesou muito durante as filmagens. Disse o diretor Todd Phillips: “Phoenix perdeu a compostura no set, às vezes até para o espanto de seus colegas de elenco. No meio da cena, ele simplesmente se afastava e saía. Quando havia tensão, o diretor o tranquiliza, dava um passeio e voltava para retomar as filmagens. Robert De Niro tem uma opinião a respeito: “Joaquin foi muito intenso no que estava fazendo e assim tinha que ser feito. Pessoalmente, não há o que dizer, a não ser: “vamos tomar um café, vamos apenas fazer as coisas como devem ser feitas””.

Que me seguir nas redes sociais? Anote:

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s