Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Maria-fumaça ganha vagão restaurado dos anos 60 e volta para os trilhos

Sem transportar passageiros por vinte anos, a relíquia encontrada como sucata ganhou reforma de R$ 400 000 e agora integra percurso de Campinas a Jaguariúna

Por Humberto Abdo Atualizado em 16 jul 2021, 00h53 - Publicado em 16 jul 2021, 06h00

Antes de poder circular por Campinas, um antigo carro de passageiros reformado pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) precisou encarar uma longa jornada interestadual. Criado em 1965, o vagão que cumpria o trajeto do trem Rio Doce, na Estrada de Ferro Vitória-Belo Horizonte, foi descoberto na “fila da sucata”, prestes a ser destruído. “Eram três da mesma série e decidimos pegar todos em 2009. Aí começou a epopeia para transferi-los: de Vitória a Belo Horizonte, depois para Paulínia e de lá colocados em uma carreta”, relembra Helio Gazetta Filho, diretor administrativo da ABPF, responsável por integrar uma das relíquias ao trecho da maria-fumaça que percorre os trilhos de Campinas a Jaguariúna.

Vagão que circulava de Vitória a Belo Horizonte aparece em foto de arquivo. Suas cores são amarelo e vinho. O vagão está parado e alguns passageiros circulam à direita na plataforma da estação.
O vagão restaurado circulava de Vitória a Belo Horizonte na década de 60 Reprodução/Acervo ABPF/Veja SP

Após alguns reparos, o veículo ficou guardado por quase dez anos e o projeto só foi retomado em 2020 — a pandemia, claro, atrasou ainda mais o processo. A restauração final recebeu auxílio de 80 000 reais da empresa Vale e respeitou os elementos originais, com a estrutura em alumínio e o mesmo tom de pintura. “Já está circulando desde 3 de julho, mas não pudemos fazer uma inauguração oficial.”

A passagem para o percurso completo custa R$ 140,00 a inteira. Quem levar 1 quilo de alimento pagará meia. Os ingressos são vendidos na bilheteria no dia do passeio (aos sábados, domingos e feriados) ou pelo site www.mariafumacacampinas.com.br/. Acessível a deficiente físico.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 21 de julho de 2021, edição nº 2747

  • Continua após a publicidade
    Publicidade