Clique e assine com até 89% de desconto
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

A história do lendário ‘Globo Cor Especial’

A atração marcou gerações de fãs

Por Roosevelt Garcia 8 jan 2018, 12h27

2 de abril de 1973. Esta foi a data de estreia de uma das mais lembradas e cultuadas sessões de desenhos da televisão brasileira, a saudosa Globo Cor Especial, onde estrearam produções animadas que se tornariam icônicas, como Monstros Camaradas, Fantasminha Legal e Jornada nas Estrelas – a série animada, e que muitas crianças assistiam durante o almoço, pontualmente ao meio-dia.

Desenhos animados Monstros Camaradas e Jornada nas Estrelas Acervo/Divulgação

Mas nem sempre a sessão foi nesse horário. Quando estreou, a Globo Cor Especial ia ao ar de segunda a sexta às 17 horas, e tinha, além de desenhos animados, algumas séries de TV que não eram exatamente dedicadas às crianças, como Mary Tyler Moore e A Família Dó Ré Mi.

Séries da primeira fase do Globo Cor Especial: Mary Tyler Moore e Família Dó-Ré-Mi Acervo/Divulgação

Foi somente no ano seguinte, em 1974, que a atração foi para o horário do meio-dia e passou a exibir somente desenhos animados, a maioria inédita. Hong Kong Fu e Vale dos Dinossauros foram grandes sucessos dessa fase.

A abertura do programa é lembrada até hoje por quem viveu naquela época. A música, composta por Nelson Motta, Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, dava ênfase às novidades que o programa apresentava naquele longínquo ano de 1973, e “tirava um sarro” das coisas muito antigas, como o inesquecível seriado do Batman com Adam West, produzido poucos anos antes.

Batman retratado pela abertura bem humorada do Globo Cor Especial Rede Globo/Divulgação

A engraçadíssima animação de abertura foi feita pelo animador Joaquim Egydio de Trez Rios, conhecido no mercado como Joaquim 3 Rios e responsável por grande parte das animações da Globo na era pré-Hans Donner, como vinhetas de sessões de filmes, as partes animadas em português de Vila Sésamo, a primeira abertura dos Trapalhões, além de diversos comerciais de TV da época.

O título Globo Cor Especial tem algumas curiosidades. A televisão colorida ainda era uma novidade naqueles tempos, então a presença da palavra “cor” no título dava ideia da modernidade que a música de abertura tentava passar. E o logotipo final da atração lembra muito um dos grandes patrocinadores de Fórmula 1 da década de 70, os cigarros John Player Special, cuja referência fica ainda mais clara quando a abertura termina com um carro de Fórmula 1 e o slogan “a máquina quente da TV”.

Comparação dos logotipos do Globo Cor Especial e da John Player Special Acervo/Divulgação

A atração durou dez anos, ficando até 1983. Nessa época, seu horário foi um pouco antecipado, ia ao ar às 11h50 da manhã, e o desenho mais comentado era Super Amigos, enorme sucesso daqueles dias. Se você era criança nos anos 70 e início dos 80, certamente conheceu alguns de seus desenhos animados preferidos no Globo Cor Especial. Veja a abertura original e cante junto a música Cinto de Inutilidades.

Não existe nada mais antigo

Continua após a publicidade

Do que cowboy que dá cem tiros de uma vez

A vó da gente deve ter saudades

Do Zing-Pow

Do cinto de inutilidades

No nosso mundo tudo é novo e colorido

Não tem lugar pra essa gente que já era

Morcego velho, bang-bang de mentira

Vocês já eram!

O nosso papo é alegria 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade