Itaú Cultural e Museu Lasar Segall dedicam mostras a Gregori Warchavchik

Ucraniano naturalizado brasileiro, o arquiteto foi responsável pela construção da primeira casa modernista no país

A partir deste sábado (27), o Itaú Cultural abrigará no térreo da instituição, na Avenida Paulista, uma casa com paredes austeras, na cor branca. Trata- se de uma réplica cenográfica inspirada nas construções do arquiteto ucraniano naturalizado brasileiro Gregori Warchavchik (1896-1972). O principal foco da exposição será a produção do profissional, pioneiro nos ideais da arquitetura moderna no Brasil.

Um exemplo disso é a redução de elementos decorativos, como será possível observar em maquetes e fotos da Casa da Rua Itápolis (1930), localizada no bairro do Pacaembu. A mostra também se estenderá ao Museu Lasar Segall, na Vila Mariana, a partir das 15 horas deste sábado. Por lá, os olhares se voltarão para a vida pessoal de Warchavchik.

Gregori Warchavchik (1896-1972):  pioneiro nos ideais da arquitetura moderna no Brasil

Gregori Warchavchik (1896-1972):  pioneiro nos ideais da arquitetura moderna no Brasil (Divulgação/Divulgação)

Antes de chegar ao Brasil, em 1923, ele estudou no Real Instituto Superior de Belas Artes em Roma e experimentou opostos da arquitetura. Trabalhou com Marcello Piacentini (1881-1960), grande nome do estilo neoclássico e a mente por trás do projeto do Edifício Matarazzo (1939), que abriga hoje a sede da prefeitura de São Paulo. E também se apaixonou pelas ideias do francês Le Corbusier (1887-1965), o que desembocaria no projeto da Casa Modernista da Rua Santa Cruz (1927), considerada a primeira residência do tipo no país.

Graças aos recortes com vidro, o sobrado, de fachada irregular, tem grande luminosidade natural. Foi o lar da família que o arquiteto construiu com a paisagista Mina Klabin (1896-1969), responsável por projetar o jardim. Na data de abertura das duas mostras complementares, será apresentado um concerto com o maestro João Carlos Martins e o tenor Jean William às 13h30.

> Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, ☎ 2168-1777. Ter. a sex., 9h às 20h; sáb., dom. e feriados, 11h às 20h.

> Museu Lasar Segall. Rua Berta, 111 , Vila Mariana, ☎ 2159-0400. Qua. a seg., 11h às 19h. Até 23 de junho.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 1º de maio de 2019, edição nº 2632.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s