10 drinques que fizeram sucesso na década de 1970

Na balada, nas festas ou no boteco da esquina, essas eram algumas das bebidas mais pedidas nos tempos dos "Embalos de Sábado à Noite"

A mistura de alguma bebida alcoólica com ingredientes inusitados é feita desde que existe o hábito de ingerir álcool! Com o tempo, esses drinques especiais ganharam nomes e adeptos fervorosos, e, nos anos 1970, auge da disco music e da liberação sexual, eles fizeram mais sucesso do que nunca.  Na balada, nas festas ou no boteco da esquina, essas eram algumas das bebidas mais pedidas nos tempos dos Embalos de Sábado à Noite.

1) Bombeirinho

bombeirinho

Mistura de groselha com um destilado forte, que podia ser cachaça, vodca ou rum, e muito gelo picado. A aparentemente inofensiva groselha disfarçava o gosto do álcool, o que fazia a bebida subir muito rápido!

2) Meia de Seda

meia-de-seda

Uma espécie de batida que leva leite condensado, amendoim, rum e licor de cacau. Fica muito suave e doce, por isso agradava principalmente as meninas.

3) Maria Mole

maria-mole

Shot perfeito para o “esquenta”,  e por ser forte e barato fazia muito sucesso entre os rapazes que saíam pra dançar e conhecer umas gatinhas. São duas doses de conhaque, uma dose de Martíni, e gelo à vontade.

4) Mimosa

mimosa

A mistura clássica de champanhe com suco de laranja fica ainda melhor com uma dose de Triple Sec, pra dar um “grau” a mais no seu drinque. A bebida francesa pode ser substituída por qualquer vinho branco espumante, inclusive cidras, que era a forma mais comum de fazer esse coquetel nos anos 70.

5) Rabo de Galo

rabo-de-galo

Clássico do boteco, esse drinque leva uma dose de cachaça e uma dose vermute, o que o deixa muito forte para os paladares femininos. Os homens são seus maiores fãs desde sempre!

6) Caju Amigo

caju-amigo

Criado em 1974 no antigo Bar Pandoro, em São Paulo, o Caju Amigo logo se espalhou pelas festas da época. Vai caju em calda, açúcar, suco de caju e vodca, tudo num copo longo com bastante gelo.

7) Cuba Libre

cuba-libre

O tradicional rum com Coca-Cola tem diversas variações regionais, principalmente na proporção de rum e no acréscimo de suco de limão.

8) Daiquiri

daiquiri

Criado em Cuba no início do século XX, se popularizou nos Estados Unidos e chegou rapidamente ao Brasil. Leva rum, licor de laranja e suco de limão, tudo batido no liquidificador com gelo, até ficar com uma consistência cremosa. Há variações com morango, licor Maraschino de cereja e uma infinidade de outros ingredientes.

9) Ponche

captura-de-tela-2015-03-28-as-19-48

Sucesso dos anos 1970, o ponche é fácil de fazer e rende muito, o que o torna perfeito pra festas. Misture um espumante (cidra, por exemplo), vinho branco, guaraná, suco de laranja, e pedaços de frutas como maçã, abacaxi, uvas, e um monte de gelo.

10) Samba

samba

Mais simples, impossível! Uma parte de cachaça e uma parte do refrigerante de sua preferência, normalmente Coca-Cola.  Gelo à vontade, e pronto. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s