Clique e assine por apenas 6,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Dez sabores da nossa infância que ainda estão no mercado

Eles continuam fazendo sucesso entre as crianças (e os adultos também!)

Por Roosevelt Garcia - Atualizado em 19 Jun 2017, 16h07 - Publicado em 15 Jun 2017, 18h57

Quantas lembranças da nossa infância! Principalmente dos nossos doces preferidos, que de alguma forma deixaram impressos na nossa memória o sabor de uma época inocente. Muitos deles, infelizmente, não existem mais, mas grande parte daquelas nossas lembranças ainda podem ser revividas! Muitos produtos que conhecemos nos nossos anos dourados ainda podem ser encontrados no mercado, verdadeiros sobreviventes de décadas de altos e baixos no mercado consumidor, mas ainda firmes na preferência nacional.

Alguns exemplos:

• Dadinho
Criado para comemorar o quarto centenário da cidade de São Paulo, em 1954, o doce chamado IV Centenário logo ganhou o apelido de “dadinho” devido ao seu formato cúbico. O nome foi adotado pelo fabricante algum tempo depois e o doce de amendoim foi um dos mais queridos das crianças das décadas passadas e ainda faz a alegria das crianças de hoje em dia. Seu formato deixou de ser um cubo perfeito e passou a ser mais achatado.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Chokito
“Leite condensado caramelizado com flocos crocantes e coberto com o delicioso chocolate Nestlé”, como já dizia o comercial do produto nos anos 70. Ele é um dos chocolates mais conhecidos da marca. O doce é oferecido hoje também em opções diferentes, como a versão em chocolate branco.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Amendocrem
Pasta ou manteiga de amendoim é um produto super querido nos Estados Unidos. Por aqui teve de ser tropicalizado. Assim nasceu o Amendocrem, com gosto pronunciado de amendoim e mais doce na fórmula, como manda nosso paladar. Ele saiu um tempo do mercado e hoje está de volta, fabricado pela Fugini.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Nescau
O achocolatado da Nestlé está no mercado há décadas, e continua sendo um dos mais vendidos. Hoje já é possível encontrar o chamado Nescau 2.0 e também 3.0, turbinados com mais vitaminas.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Bolacha Passatempo
Sucesso nas lancheiras de escola dos anos 80, a bolacha Passatempo continua sendo uma preferência entre as crianças. De tempos em tempos, os temas impressos nas bolachas mudam, dando nova cara ao produto.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Toddy
O outro achocolatado mais querido e mais antigo da nossa infância existe desde 1933 e ainda se mantém entre os preferidos. Quando a companhia foi vendida para a Quacker em 1981, introduziu outro campeão de vendas, o Toddynho, primeiro achocolatado pronto do mercado brasileiro.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Chocolate Baton
O Baton da Garoto sempre foi um chocolate diferente, seu sabor não era parecido com nenhum outro produto da marca. Ainda hoje é possível encontrá-lo, agora também em outras versões, como branco e recheado com morango ou creme.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Paçoca Amor
Um dos doces mais lembrados na nossa infância também continua no mercado. A paçoca Amor praticamente mantém a mesma embalagem há 50 anos, e seu sabor não teve muitas alterações.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Bombons Garoto
A caixa de bombons Garoto tinha um grande diferencial em relação aos concorrentes: bombons de frutas, como os de ameixa, que tinham um sabor único. Infelizmente esses bombons de frutas não existem mais; a caixa, agora, vem com bombons mais tradicionais da marca, como Baton, Alô Doçura e Serenata de Amor, mas mantém alguns daqueles tempos, como o ItCoco e o Crocante.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

• Chocolate do Padre
O chocolate em pó da Nestlé, que todo mundo chama de “chocolate do padre”, sempre foi referência para receitas muito especiais, ou para deixar o leite mais turbinado. Hoje em dia, além do tradicional, existe a opção com 50% e 100% cacau.

Reprodução

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade