Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Dez marcas de TVs de antigamente

Vindos de multinacionais ou pequenas fábricas, os aparelhos de TV se multiplicavam naquela época

Por Roosevelt Garcia Atualizado em 7 jul 2017, 15h49 - Publicado em 6 jul 2017, 16h29

Parece que o número de marcas de aparelhos de TV disponíveis no mercado é inversamente proporcional ao número de canais que temos a escolher. Antigamente, com apenas cinco ou seis emissoras, tínhamos inúmeras marcas e modelos de TV que com o tempo sumiram do mercado. Hoje em dia, com centenas de opções de canais, estamos reduzidos a pouquíssimas marcas que dominam as vendas.

Relembre aqui alguns fabricantes das TVs que nossos pais e avós tinham nos anos 60, 70 e 80, aquelas que eram unanimidade por aqui e simplesmente deixaram de existir com o tempo. E sem contar, é claro, marcas que eram verdadeiros fenômenos de venda nas décadas passadas, que ainda existem no exterior, mas infelizmente deixaram de fabricar televisores no Brasil, como Mitsubishi, Telefunken e Sharp.

• Invictus
A empresa nacional fundada pelo ucraniano Bernardo Kokubej foi a primeira fabricante de TVs em nosso país. Em 1951, ano seguinte ao início das transmissões, já havia um televisor da marca Invictus no mercado.

Televisores Invictus da década de 60 Reprodução

 

• Semp
Uma das primeiras TV fabricadas no Brasil foi da marca Semp (Sociedade Eletromercantil Paulista), hoje conhecida como Semp TCL. Ela é do ano de 1951.

Um das primeiras TVs fabricadas no Brasil: Semp de 1951 Reprodução

 

• ABC
No final dos anos 50, a tradicional fábrica de rádios ABC começou a fabricar aparelhos de televisão. Seu slogan “A voz de ouro”, claramente indicado para os aparelhos de rádio, foi mantido nos primeiros modelos de televisor fabricados pela marca.

TV ABC: “A voz de ouro” Reprodução

 

• Colorado
Surgida em 1970, a marca foi uma espécie de unanimidade naquela década, sendo conhecida por todos graças a uma bem sucedida campanha de marketing. Seus modelos principais vinham com o sufixo RQ, iniciais de “Reserva de Qualidade”, atestando a confiabilidade e durabilidade dos seus componentes. A marca sumiu no início dos anos 80.

TV Colorado Reprodução

 

• Teleotto
Uma pequena fábrica no bairro do Tatuapé, em São Paulo, foi uma das mais bem sucedidas no ramo dos eletrônicos entre os anos 60 e 80. Sua linha de vitrolas e rádios era bem conhecida do público, e as TVs fizeram um relativo sucesso entre os anos 60, com os primeiros modelos em preto e branco, até meados dos anos 80, já com modelos a cores.

Continua após a publicidade
TV Teleotto Reprodução

 

• General Electric
A multinacional que atua em diversos setores também fabricou televisores no Brasil nas décadas de 60 e 70. Os modelos coloridos no início dos anos 70 eram considerados os mais avançados do mercado.

TV GE Máscara Negra Reprodução

 

• Empire
Os televisores Empire Bonanza e Baby Empire eram sonhos de consumo no final dos anos 60.

TV Empire – anos 60 Reprodução

 

• Telestasi
Mais uma fábrica de rádios que se aventurou no mercado de TVs nos anos 60. Seus aparelhos foram os primeiros a vir em uma base giratória de madeira.

TV Telestasi Reprodução

 

• Vozzo
A Vozzo Rádio e Televisão era uma fabricante de produtos eletrônicos, principalmente caixas acústicas, que era referência no mercado nos anos 60 e 70. Por um curto período de tempo, lançaram alguns modelos de TV.

TV Vozzo Reprodução

 

• Admiral
Mais lembrada hoje em dia por seus aparelhos de ar-condicionado, a Springer Admiral fabricava TVs no Brasil nos anos 70, sob a marca Admiral.

TV Admiral e seu garoto propaganda: Zagallo Reprodução

 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade