Clique e assine por apenas 6,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Dez comerciais de Natal inesquecíveis

Peças publicitárias que ficaram na memória

Por Roosevelt Garcia - Atualizado em 18 Dec 2017, 12h26 - Publicado em 18 Dec 2017, 12h24

Na época das festas de fim de ano, grandes anunciantes produzem comerciais especiais de Natal. Alguns deles acabam entrando para a história da publicidade nacional. Desde os longínquos anos 60, período em que os comerciais ganharam algum destaque na televisão, empresas tradicionais fazem questão de mostrar ao público que seus produtos têm tudo a ver com as festividades, ou simplesmente trazem mensagens de boas festas, mostrando que nem tudo é comércio (ou pelo menos tentam dar essa impressão).

Relembre alguns dos mais memoráveis comerciais de fim de ano das últimas décadas, alguns dos quais se tornaram verdadeiros hinos de Natal, quase nos fazendo esquecer que são publicidades.

  • Banco Nacional

A música de Natal do extinto Banco Nacional foi lançada nos anos 70, e ganhou diversas versões nos anos seguintes. A melodia simples se tornou sinônimo de Natal, e até hoje tem gente que nem imagina que ela era de um comercial de banco. Este vídeo é o da primeira versão de 1975. Repare no maestro, que quase não aparece. Ele é Mauro Gonçalves, que se tornaria o Zacarias dos Trapalhões.

Continua após a publicidade
  • Sadia

O “frango mais veloz do mundo”, como era conhecido a mascote da Sadia nos anos 70, canta o Jingle Bells dublado pelo saudoso Olney Cazarré. De toda a série de comerciais estrelado pelo frango, este foi o que mais marcou.

  • Varig

Um dos jingles de Natal mais lembrados teve diversas versões nos anos seguintes, mas a primeira é esta animação, ainda nos anos 60. A Varig se foi, mas sua música nunca será esquecida.

Continua após a publicidade
  • Coca Cola

Nos anos 90, um comercial mundial de Natal da Coca-Cola foi nacionalizado, e a música ganhou uma letra em português.

https://youtu.be/gsJ28sFmCw0

  • Bamerindus

Em 1975, um comercial do banco Bamerindus se tornou um dos mais bonitos anúncios de Natal de todos os tempos, uma mensagem de paz, em um cenário bucólico, trazendo apenas um mãe com seu bebê no colo. A música é do cantor e compositor Walter Santos, que tinha uma produtora de jingles na época.

Continua após a publicidade
  • Itaú

“Sinos de Natal” é o comercial do Itaú de 1978, ao som da clássica Hallelujah, peça do Messias de Handel.

  • Skol

A cerveja lembrada por seus comerciais bem humorados trouxe em 1993 um anúncio homegeando todos que se vestem de Papai Noel para as festas.

Continua após a publicidade
  • Olivetti

Um produto que quase nem existe mais nos dias de hoje, a máquina de escrever também teve um comercial impactante de Natal nos anos 70, pela Olivetti. O som característico das teclas da máquina tocando Noite Feliz.

  • Dolly

Os comerciais do refrigerante Dolly costumam ser lembrados por sua precariedade, e o personagem Dollynho se tornou um ídolo da internet. Já era assim em 2011, quando este comercial de Natal foi ao ar, dando ainda mais razão aos inúmeros “memes” sobre o personagem.

Continua após a publicidade
  • Cica

A turma da Mônica era o símbolo da marca Cica na época desde comercial, o final dos anos 60. Os traços ainda rudimentares da turminha de Mauricio de Sousa ilustraram este comercial de Natal da marca, de 1969.

 

Publicidade