Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Vinte carros inesquecíveis da TV e do cinema

Alguns dos possantes mais queridos de todos os tempos

Por Roosevelt Garcia 22 out 2017, 11h21

O carro se tornou indispensável na cultura pop. Basta pensar num grande sucesso da televisão ou do cinema, e na grande maioria das vezes, um automóvel faz parte da trama, seja ajudando o herói em complicadas missões, ou como elo entre personagens importantes, ou até mesmo como protagonista da história.

No cinema ou na TV, todo personagem principal tem que ter um carro, afinal não daria pra correr atrás de bandidos, viajar no tempo ou fugir da polícia sem um possante pra ajudar!

Relembre alguns desses bólidos, partes importantíssimas de suas respectivas produções.

 

  • Batmóvel da série de TV

Já disse aqui que o Batman da série de TV dos anos 60 é o melhor Batman de todos os tempos, e isso se deve também ao Batmóvel dele. Montado sobre o chassi de um Lincoln Futura 1955, o carro é todo feito de fibra de vidro e com dezenas de itens adicionais, o que o deixaram tão pesado que ele não podia correr. Repare nas cenas em que o Batmóvel vai rápido, na verdade é aceleração de câmera.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • DeLorean

“Se tiver que construir uma máquina do tempo num carro, que seja com estilo”, já dizia Doc Brown sobre seu DeLorean, onde foi montado um dos mais queridos carros de cinema de todos os tempo: a máquina do tempo de De Volta Para o Futuro. O DeLorean é todo de aço inoxidável e já estava fora de produção quando o filme foi feito. Graças ao filme, no entanto, o carro virou um ícone e o próprio John DeLorean, o dono da fábrica, escreveu aos produtores agradecendo.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • KITT

Os carros atuais têm computador de bordo, mas nos anos 80, este computador foi o próprio carro. Sucesso na série A Súpermáquina, o Pontiac TransAM modificado era o ídolo das crianças daquela época e foi uma grande fonte de renda para fabricantes de brinquedos.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • General Lee

O Dodge Charger 1969 usado na série Os Gatões era mais que um carro. Parte crucial das encrencas dos irmãos Dukes, o carro era constantemente danificado nas filmagens, tanto que segundo os produtores, para filmar 147 episódios foram usados 325 carros, o que dá uma média de mais de 2 carros destruídos por episódio.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Herbie

Quem não conhece o carismático fusquinha do filme Se Meu Fusca Falasse? O Volswagen 1963 apareceu pela primeira vez no cinema em 1968, e desde então, mais 5 filmes foram feitos com ele, pelos estúdios de Walt Disney. A popularidade dele foi grande desde o primeiro filme, que fizeram as vendas de fusca crescerem nos Estados Unidos no final dos anos 60.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Mach 5

O carro cheio de truques de Speed Racer é um dos mais lembrados há 50 anos, e muitos fãs construíram suas réplicas ao longo desse tempo, tendo como base somente o que aparecia nos desenhos animados. Em 2008, no entanto, os responsáveis pela trilogia Matrix, os irmãos Wachowski (hoje, irmãs Wachowski) trouxeram à vida uma versão oficial do desejado carro, no filme blockbuster Speed Racer, admirado por alguns e odiado por muitos.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Bumblebee

Também originário de um desenho animado, o Bumblebee é um robô da série transformers que se transforma num Chevrolet Camaro amarelo, com pequenas variações de modelos entre as produções. É o personagem mais querido da série, por ser o Autobot mais ligado aos humanos, e isso se manteve nos filmes feitos para o cinema a partir de 2007.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Gran Torino de Starsky & Hutch

Estrela da série policial dos anos 70 Starsky & Hutch – Justiça em Dobro, o Ford Gran Torino 1974 é o xodó de seu dono, David Starsky, que abusa do veículo nas perseguições a bandidos, mas o trata como um membro da família. A importância do carro é sentida desde a abertura da série, mostrando as perseguições pelas ruas da cidade fictícia de Bay City, na California. No filme para cinema de 2004, o carro manteve seu status, principalmente na piadinha final, uma homenagem à série original.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Christine, o Carro Assassino

Nem só de bons fluídos (fluído de freio, óleo de motor, aditivos…) vivem os carros de cinema. Christine, um Plymouth Fury 1958, é um carro que age por conta própria, como se estivesse possuído,  e tem a capacidade de se auto-regenerar e também começa a eliminar pessoas neste thriller de John Carpenter de 1983, baseado em um livro de Stephen King.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Monkeemobile

A banda de rock mais descolada das séries de TV também teve seu carro, que apesar de não aparecer muito no programa, ficou famoso em fotos com a banda. Dean Jeffries, o designer do carro, foi indagado pelos produtores para desenhar um carro para os Monkees, que já viravam mania entre os adolescentes naquele distante ano de 1966. O carro foi feito sobre a carroceria de um Pontiac GTO.

Continua após a publicidade
Reprodução/Veja SP

 

 

  • ECTO-1

Quando os Caça-Fantasmas começaram a ser levados a sério no filme de 1984, eles precisaram de um carro que transmitia seriedade e se parecesse com uma ambulância. Daí surgiu a ideia de usar um Cadillac Miller-Meteor Ambulance para servir de base ao Ecto-1, o nome oficial do carro dos Caça-Fantasmas. Três carros foram usados para as filmagens, e depois foram reaproveitados no filme Caça-Fantasmas 2, cinco anos depois.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Monstromóvel

A família Monstro, comandada por Herman e Lily, na série de 1964, ganhou também seu bólido, um literalmente monstruoso possante feito de 3 Ford Modelo T, deixando-o comprido como uma limusine. Foram gastos cerca de 130 mil dólares, em valores atualizados, para fazer o carro.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Bluesmobile dos Irmãos Cara de Pau

Se há um carro que aguenta qualquer coisa, este é o Dodge Monaco 1974 de Jake e Elwood Blues, os Irmãos Cara de Pau, no filme de 1980. O carro é perseguido no filme todo pela polícia, além de outras turmas descontentes com os irmãos, inclusive nazistas, aguentando firme até os minutos finais, quando finalmente… bom, é melhor você assistir!

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Ferrari do Magnum

O detetive particular Thomas Magnum, não contente em usar de graça a casa do seu amigo escritor Robin Masters, também pega emprestado o carro dele, nada menos que uma Ferrari 308 GTB, com a qual ele roda por todo o Havaí.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Batmóvel da trilogia nova

A trilogia do Batman dirigida por Christopher Nolan e tendo Christian Bale no papel do homem-morcego trouxe um batmóvel similar a um tanque de guerra, bem diferente os modelos anteriores, e bem mais ágil também, chamado de Tumbler.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Carro do Columbo

O carro de um anti-herói é também um anti-carro. O tenente Columbo, vivido por Peter Falk na série de TV dos anos 70, é um policial descabelado, desleixado e que usa sempre o mesmo sobretudo, todo amarrotado, mas ele é responsável por desvendar os crimes mais elaborados usando somente sua lógica e sua persistência irritante. Seu carro, um Peugeot 403 de 1959 é um carro completamente estourado, caindo aos pedaços, que segundo ele, só é usado para transporte. Ele tem outro carro, que é usado pela esposa, mas ambos, nem o carro, nem a mulher, nunca aparecem.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Aston Martin do James Bond

O DB5 de 007 Contra Goldfinger foi o primeiro Aston Martin do espião (Sean Connery), e o mais icônico entre todos os carros que vieram em seguida, tanto que fez uma participação especial 30 anos depois, no filme 007 Contra Goldeneye, como o carro pessoal de Bond, neste filme interpretado por Pierce Brosnan.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Beleza Negra

O único super herói que tem um chofer merece um carro de respeito. O Besouro Verde, desde a série de TV dos anos 60 até o recente filme de 2011, tem um carro dirigido por seu ajudante, mordomo e chofer Kato, que na série de TV era interpretado por Bruce Lee. Tanto na série como no filme, o carro era um Chrysler Imperial Crown de 1966, sendo que dois modelos foram produzidos para a série dos anos 60 e que exitem até hoje, e 29 modelos foram produzidos para o filme, restando hoje em dia apenas 3 exemplares.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Chitty Chitty Bang Bang

O carro voador do filme O Calhambeque Mágico foi a alegria de muitas crianças nos anos 60. O filme de 1968 traz Dick Van Dyke como um inventor maluco que constrói um carro fabuloso e sai viajando por um mundo de fantasias com a família.

Reprodução/Veja SP

 

 

  • Mini do Mr. Bean

Companheiro inseparável do confuso Mr. Bean, o British Leyland Mini verde é visto em dezenas de episódios. Depois que a série acabou, um dos carros usados foi vendido a um museu, outro foi comprado por um colecionador americano, e um terceiro continua em território britânico, sendo restaurado por um fã. Diversas réplicas foram construídas, inclusive pela BMW na Alemanha.

Reprodução/Veja SP

 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade