Clique e assine por apenas 6,90/mês
Listamania Por Blog Um blog com listas, cultura pop e humor Tags: listas, rankings, música, cinema, top

10 frases que a comunidade LGBT está cansada de ouvir

No Dia Internacional do Orgulho LGBT (e em qualquer outra data), é bom não fazer feio

Por Henrique Nascimento - 28 Jun 2018, 17h55

Nesta quinta (28), celebra-se mais um Dia Internacional do Orgulho LGBT. A data escolhida é marcada pela Rebelião de Stonewall, de 1969, uma série de manifestações da comunidade LGBT, à época majoritariamente composta por gays e travestis, contra a repressão violenta da polícia no Stonewall Inn, bar gay de Nova York.

Desde então, o dia ficou sendo lembrado como um marco na luta pelos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e outras identidades que existem sob a bandeira de arco-íris que representa o movimento.

Nesses quase cinquenta anos, algumas coisas melhoraram, mas ainda não deixamos de ouvir frases impertinentes que as pessoas costumam direcionar à comunidade LGBT. Selecionamos algumas para nunca mais ninguém dar nenhuma mancada:

1. “Quem é a mulher/homem da relação?”

Continua após a publicidade
“Bom, isso é estranho”. Reprodução/Divulgação

2. “Mas como você sabe do que gosta se nunca ficou com um homem/mulher?”

“Eu sou, tipo, muito lésbica, cara.” Reprodução/Divulgação

3. “Nossa, parece até mulher/homem ‘de verdade’!”

Reprodução/Divulgação

4. “Mas você prefere mais homens ou mulheres?”

“Eu vou para os dois lados.” Reprodução/Divulgação

5. “Um homem tão bonito e gay… que desperdício!”

Continua após a publicidade
“Sim, senhora!” Reprodução/Divulgação

6. “Você não sente vontade de ficar com homens/mulheres?”

“Eca. Garotos. Que nojo.” Reprodução/Divulgação

7. “Isso é moda, logo vai passar!”

Reprodução/Divulgação

8. “Vocês são lésbicas? Então beija aí pra eu ver!”

Reprodução/Divulgação

9. “Você não vai aguentar, uma hora vai trair seu/sua namorado/a.”

Continua após a publicidade
Reprodução/Divulgação

10. “Não tenho nada contra gays/lésbicas/bissexuais/transgêneros, tenho até amigos que são, mas…”

“Por favor, para.” Reprodução/Divulgação
Publicidade