Clique e assine por apenas 6,90/mês
Fim de Semana Ao Vivo Por Blog O melhor do fim de semana em São Paulo

Em show ‘intimista’ para 6 000 pessoas, Los Hermanos encerra fim de semana

Depois de reunir 30 000 pessoas na Arena Anhembi, na noite de sábado (24), o Los Hermanos retornaram neste domingo (25) para uma repescagem – quem perdeu a apresentação no dia interior pôde curtir as duas horas de show no Espaço das Américas. A última vez em que eles se apresentaram por aqui foi em […]

Por VEJA SP - Atualizado em 26 Feb 2017, 14h22 - Publicado em 26 Oct 2015, 11h09
Los Hermanos: show apenas com os hits da banda

Los Hermanos: show apenas com os hits da banda

Depois de reunir 30 000 pessoas na Arena Anhembi, na noite de sábado (24), o Los Hermanos retornaram neste domingo (25) para uma repescagem – quem perdeu a apresentação no dia interior pôde curtir as duas horas de show no Espaço das Américas. A última vez em que eles se apresentaram por aqui foi em 2012.

+ Los Hermanos em oito imagens

Com uma plateia menor, de 6 000 pessoas, o grupo carioca trilhou apenas por sucessos dos quase vinte anos da carreira, começando por O Vencedor, passando por Além do que Se Vê, Todo Carnaval Tem Seu Fim e O Vento. O público, animado, entoou os refrões a plenos pulmões, com direito a caras e caretas durante as interpretações das frases mais sofridas, como em Sentimental ou Tenha Dó. Faixas mais pesadas, como Azedume, ganharam tons enérgicos da plateia, que gritava com punhos para cima.

Continua após a publicidade

+ Cinco motivos para ver Los Hermanos

O clima de romantismo era grande: muitos casais curtiam juntos a apresentação. Um deles, por exemplo, chamou a atenção de Marcelo Camelo, que logo após a canção Samba a Dois elogiou um rapaz que segurava a moça nos ombros, mesmo que proibido. “Vocês dois têm a minha cumplicidade, muito lindo vocês”, disse.

Os casais que escolheram a parte do fundo da casa para assistir à performance, além de conseguirem ver o show e ouvir perfeitamente as faixas, descolaram um espaço considerável para dançar de rosto colado nas músicas lentas e arriscar os passinhos de samba-rock nas mais agitadas, a exemplo da própria Samba a Dois.

Para delírio da multidão, o bis teve o primeiro hit do grupo, Anna Julia, que deixou a plateia enlouquecida na pista. Depois, emendaram Cara Estranho, Quem Sabe e Pierrot.

Publicidade