Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Emily Blunt define Jungle Cruise como um filme “mágico”

A atriz, que contracena com Dwayne Johnson, disse à Vejinha que nova aventura da Disney se aproxima do estilo visto em Indiana Jones

Por Barbara Demerov Atualizado em 29 jul 2021, 23h32 - Publicado em 30 jul 2021, 06h00

Jungle Cruise, com Dwayne Johnson e Emily Blunt, estreia nesta sexta (30) simultaneamente no Disney+ e nos cinemas. A história, inspirada em uma atração dos parques da Disney, segue o espírito de filmes de aventura como os da franquia Indiana Jones e apresenta um capitão e uma cientista em expedição na Amazônia, no ano de 1917.

Frank (Johnson) e Lily (Blunt) formam uma dupla dinâmica que presencia ameaças muito maiores do que o esperado, além de um segredo que pode mudar o futuro da medicina para sempre. À Vejinha, a atriz britânica define o filme como “mágico” e afirma que a nostalgia contida na trama foi o que mais a impressionou ao ler o roteiro. “Sinto que existem tentativas de criar longas como Tudo Por uma Esmeralda e Indiana Jones, mas sem muito sucesso. Quando eu li o roteiro de Jungle Cruise, ele atravessou diretamente o meu coração porque parecia tão real! Não vemos algo parecido há um bom tempo.”

Sobre trabalhar ao lado de Johnson — também conhecido como The Rock —, Emily diz que o parceiro exala carisma e que ele se comprometeu para trazer profundidade emocional à figura de Frank. “A troca entre os nossos personagens é ótima, pois o cinismo dele se mistura ao otimismo de Lily. Ela insere um novo senso de esperança em sua vida com a expedição e todos os mistérios envolvidos. eu adoro como eles são a antítese um do outro.”

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 04 de agosto de 2021, edição nº 2749

  • Continua após a publicidade
    Publicidade