Rita Toledo compartilha ensinamentos do budismo tibetano

Rita Toledo é aluna do lama Tarthang Tulku Rinpoche desde 1986 e fala sobre como abrir o coração para a felicidade

Nós todos temos o desejo de felicidade e vivemos à procura de sua fonte. Mas qual caminho nos leva a ela? Muitas vezes, estamos buscando-a fora de nós. Poucos sabem como gerá-la internamente. Nosso corpo, nossa mente e nossos órgãos dos sentidos são a fonte de nossa energia vital, mas com muita frequência ela é direcionada para reclamações, insatisfações e dores que acabam por fechar nosso coração e nos isolar dos outros.

Podemos pedir à mente e aos sentidos que nos deem mais prazer e menos pressão? Podemos pedir a nós mesmos contentamento e paz interior? Segundo os preceitos de Tarthang Tulku, lama tibetano que escreve sobre os ensinamentos budistas para os ocidentais, o relaxamento e a meditação são a base do autoconhecimento e do bem-estar. Mas de que relaxamento estamos falando? Em um dos livros de Tulku, Kum Nye — Preparação Profunda para o Yoga Tibetano, encontramos uma série de movimentos que levam a um relaxamento mais profundo. Todos os tipos de experiência — física ou mental — podem ser transformados em um fluxo de energia que estimula bons pensamentos e uma vitalidade abundante. Kum Nye quer dizer fluxo contínuo de energia, que gera um fluxo contínuo de sentimento. Vivo, límpido e em contato com o momento imediato.

Eu me lembro da surpresa que tive ao fazer o Kum Nye pela primeira vez. De onde vinha essa inteireza e leveza, banhada de um tipo de alegria diferente, uma espécie de felicidade? O objetivo essencial do relaxamento Kum Nye é desbloquear tensões superficiais e profundas, recentes ou antigas, como as da infância, liberando uma energia fresca e abundante que ficou comprimida e congelada sabe-se lá por quanto tempo. Ele é um sistema de cura e transformação que traz alívio para o sofrimento em todas as áreas da nossa existência.

A meditação começa pelo relaxamento, permitindo que tudo se torne tranquilo. Quando a respiração se acalma, a energia flui suavemente, equilibrando nossa circulação interna. À medida que os padrões da mente e do corpo se suavizam, a qualidade da nossa consciência interior se aproxima do estado natural da mente, que é aberto e acolhedor. De modo gradual, quase imperceptivelmente, a meditação transforma a qualidade da vida diária, estimulando a criatividade, exercitando as capacidades mentais e integrando o corpo e a mente. Precisamos observar nossa experiência atentamente, sem julgamento.

Quando o coração se abre, pulsando em harmonia com tudo o que é, sabemos que todos os seres, no passado, no futuro e neste momento, experimentaram a mesma sensação. Quando o coração se abre, nós nos movemos em direção à liberdade. Costumamos dizer que as coisas podem mudar em um piscar de olhos — agora vamos reconhecer que tudo pode mudar em um piscar do coração. Imagine o coração pulsando com a vida, abrindo-se a cada novo momento, falando de amor. O coração é aberto a tudo o que se apresenta. Não deixa nada de fora. Amando profundamente, livremente, escolhendo amor, estamos inteiros no momento, e a compaixão flui sem limites. O caminho para nos libertar de nossa interminável confusão — a verdadeira resposta para nossas dificuldades — é a compaixão.

 (Arquivo pessoal / reprodução/Veja SP)

Rita Toledo é aluna do lama tibetano Tarthang Tulku Rinpoche desde 1986. Foi diretora e curadora do instituto de estudos e práticas de budismo tibetano Centro Nyingma do Brasil (centronyingmabrasil.org) e atualmente coordena os departamentos de Arte e Arquitetura Sagradas Tibetanas e Kum Nye.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 20 de fevereiro de 2019, edição nº 2622.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s