Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Vida Boa Por Bárbara Öberg A repórter Bárbara Öberg fala sobre bem estar, exercícios, saúde e novidades para melhorar a rotina.

Testei (e aprovei) a receita da guru do detox

O termo detox está na moda. Nunca se falou tanto nisso. O nome vem da abreviação da palavra em inglês detoxification. Na tradução: desintoxicar. Na prática: eliminar todas as tranqueiras (leia-se toxinas) do corpicho. Mas quando e como fazer uma dieta detox? Ahhhh, um SPA com tudo pago seria o melhor dos mundos, não? Pois […]

Por Fábio Lemos Lopes Atualizado em 26 fev 2017, 18h20 - Publicado em 17 mar 2015, 13h19
Fórmula da chef Andrea Henrique para limpar o organismo em sete dias (Foto: Divulgação)

Fórmula da chef Andrea Henrique para limpar o organismo em sete dias (Foto: Divulgação)

O termo detox está na moda. Nunca se falou tanto nisso. O nome vem da abreviação da palavra em inglês detoxification. Na tradução: desintoxicar. Na prática: eliminar todas as tranqueiras (leia-se toxinas) do corpicho. Mas quando e como fazer uma dieta detox? Ahhhh, um SPA com tudo pago seria o melhor dos mundos, não? Pois é, só que no meu caso não vai rolar. A coisa vai ter que ser por aqui mesmo.

+ Os dez vilões da sua dieta

Como? Encontrei um troço mais barato e que me pareceu bem interessante: o livro Detox, um programa pra desintoxicar o seu organismo em sete dias, da chef Andrea Henrique. A obra foi lançada no ano passado. Andrea é uma nutricionista famosa, atende vários globais e personalidades do eixo Rio-São Paulo. Comprei. Achei a autora séria, com ótimas referências, e me pareceu muito honesta em contar seu enlace com a alimentação (tem várias pessoas obesas na família, e perdeu um tio vítima de obesidade mórbida). Me fisgou aí – nas primeira linhas.

Censurar emoticon gorducho resolve problema dos obesos?

Além do mais, o livro é bárbaro, curto, de fácil leitura, e o melhor: traz cardápio pra você fazer o programa de desintoxicação em uma semana – vai do desjejum até o jantar (e tem sobremesa!). As receitas são lindas e as fotos… Bem, as fotos sugerem que você está em um Dom (Alex Atala) light. Tá, tá, ta. E daí? E daí que eu testei o primeiro dia por completo, porque do contrário não escreveria aqui.

Olha que delícia:

O desjejum começa com o já velho conhecido suco verde e o café da manhã, com fruta e granola (não é pra comer aos baldes).

ALMOÇO

Entrada – Tartar de Abacate

O que vai?

100 gramas de abacate

20 gramas de tomate vermelho sem semente

5 folhas de hortelã picadinha

Sumo de ½ limão

Sal a gosto

Como faz?

Corte o abacate e os tomates em cubos. Em um recipiente, coloque os ingredientes e tempere com sumo de limão, hortelã e o sal. Misture tudo lentamente. Coloque em uma forminha, depois vire e sirva com molho de ervas.

O que fazer quando só tem uma fatia de pizza na geladeira?

Molho de Ervas

O que vai?

3 cebolinhas,

1 ramo de salsinha

Alho poró (o equivalente a três dedos das mãos em comprimento)

Sal + Sumo de um limão + um fio de azeite

Como faz?

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Se necessário, acrescente um pouco de água. Coe e sirva sobre o tartar de abacate. Delícia!

O espaguete de abobrinha com molho de tomate ilustra a capa do livro (Foto: Divulgação)

O espaguete de abobrinha com molho de tomate ilustra a capa do livro (Foto: Divulgação)

Prato principal: Espaguete de abobrinha com molho de tomate

O que vai?
150 gramas de abobrinha cortada em lâminas finas

1 dente de alho ralado

50 gramas de tomates picados em cubos pequenos e sem sementes

½ cebola pequena cortada em cubos finos (20 gramas)

Azeite extravirgem

Sal

1 dente de alho

Continua após a publicidade

Manjericão

½ xícara de polpa de tomate

Como faz?

Espaguete: fatie a abobrinha em lâminas finas. Reservar. Doure o alho ralado em um fio de azeite. Desligue o fogo. Ainda quente, acrescente a abobrinha já cortada tipo espaguete. Salpique com sal.

Molho: em uma panela, doure a cebola no fio de azeite, coloque o molho de tomate e refogue. Acrescente o tomate já cortado e desligue o fogo logo em seguida. Finalize salpicando com sal.

Monte o espaguete em formato de ninho, coloque o molho de tomate no meio. Decore com folhas de manjericão e sirva.

Para o lanche, pera em compota com calda de maracujá (Foto: Divulgação)

Para o lanche, pera em compota com calda de maracujá (Foto: Divulgação)


LANCHE
 (eu fiz de sobremesa)

Pera em compota com calda de maracujá

O que vai?

200 gramas de pera (ou uma pera madura)

5 gotas de baunilha

50 gramas de polpa de maracujá (ou um maracujá)

Uma colher de sopa de xarope ou agave ou mel

Como faz?

Em uma panela, coloque 250 mililitros de água, a pera já descascada, a polpa do maracujá e cozinhe por aproximadamente 25 minutos. Adicione a baunilha e o mel.

Dica top: observe o ponto de cozimento da pera enfiando uma faca para saber a textura. Quando a fruta estiver molinha, retire e reserve. Mantenha a calda no fogo por dez minutos, para reduzir.

Coloque a pera num recipiente e calda por cima. Sirva gelada ou quente, se preferir (aí aquele pensamento gordo: vontade colocar uma bola de sorvete de creme. Uau! Nãaaaaaaaaaaao).

Tudo o que você precisa saber sobre o Whey protein

Creme de abóbora é a dica para o jantar (Foto: Divulgação)

Creme de abóbora é a dica para o jantar (Foto: Divulgação)

JANTAR

Creme de abóbora

O que vai?

250 gramas de abóbora vermelha (eu chamo de abóbora japonesa)

1 dente de alho

Continua após a publicidade

1 pedacinho de gengibre (ponta do dedo)

Sal

Azeite

1 colher de chá de gergelim negro

Como faz?

Coloque 500 mililitros de água numa panela. Ferva, coloque a abóbora já descanascada e sem semente para cozinhar por vinte minutos. Desligue o fogo, reserve.

Em outra panela, doure o alho ralado em um fio de azeite. Coloque o alho e abóbora já cozida no liquidificador e bata. Coloque o gengibre e bata novamente por alguns minutos. Adicione sal.

Volte ao fogo, aqueça. Quando for servir, salpique o gergelim negro.

Foi uma delícia. Claro que fazer tudo exige planejamento e dedicação. O livro também explica como acontece o ciclo de desintoxição do corpo. É bem interessante. Comprei o meu no Rio, mas vi que tem na Saraiva por 33,60 reais. A chef Andrea Henrique é adepta a alimentação vegana (não comer alimentos de origem animal) e raw food (comida crua). Ela tem um restaurante de comida saudável no Rio, o Pomar Orgânico, com os sócios Giovanna Antonelli e Reynaldo Gianecchini. Achei um charme!

Espero que gostem. Eu adorei e farei o programa de uma semana.

Um beijo, até mais.

Continua após a publicidade
Publicidade