Testei a mahamudra no Parque do Ibirapuera

Eu tinha um certo preconceito, confesso. Achava que mahamudra – a tal da atividade física que tá super na moda e mistura crossfit, artes marciais, meditação e ioga em treinos no Ibirapuera – fosse um clubinho de gente sarada, com barriga tanquinho e bemmmm chata. Eu errei no bemmmm chata. Eles são sarados, com barriga […]

A atividade no Ibirapuera: o corpo vai quase à exaustão (Foto: Mario Rodrigues/VEJA SÃO PAULO)

A atividade no Ibirapuera: o corpo vai quase à exaustão (Foto: Mario Rodrigues/VEJA SÃO PAULO)

Eu tinha um certo preconceito, confesso. Achava que mahamudra – a tal da atividade física que tá super na moda e mistura crossfit, artes marciais, meditação e ioga em treinos no Ibirapuera – fosse um clubinho de gente sarada, com barriga tanquinho e bemmmm chata. Eu errei no bemmmm chata. Eles são sarados, com barriga tanquinho e muito legais. A convite de uma amiga, que pagou cinquenta paus (50 reais), fiz uma aula experimental. Estava à paisana, ninguém nem sabia que eu era jornalista e muito menos que estava fazendo um teste. Eram 6h30 e, ao contrário do que se imagina, havia um bom humor coletivo na aula que começou às 6h #Socorro.

+ Ex-modelo internacional, Cesar Curti está por trás da mahamudra

Sob o comando dos professores Rayja Magalhães e Fábio Jobim, formamos na aula seguinte, às 7h, um grupo de dezesseis pessoas dispostas a encarar um treino daqueles. A prática, idealizada pelo ex-modelo Cesar Curti, começa mansa, com exercícios de respiração, alguns elementos da ioga… E só. Porque quando se iniciou o aquecimento, vixe #QuasePediPraSair #MasFiqueiFirme. Depois, o bicho pega. O corpo – sarado ou não, veja bem – vai quase à exaustão. Os exercícios misturam séries de pulos, corda, corrida na rampa, agachamentos, flexões e barras. E quando você pensa que acabou…Tem mais.

Cesar Curti: exercícios ao ar livre misturam artes marciais e ioga (Foto: Fernando Moraes/VEJASP)

Cesar Curti: exercícios ao ar livre misturam artes marciais e ioga (Foto: Fernando Moraes/VEJASP)

Achei curioso um fato: não há individualismo. Pelo menos na aula que fui. Os alunos foram divididos em grupos de três. E cada aluno da turma começa fazendo um exercício e só pula para o outro quando o integrante do trio chega. Isso quer dizer que eu tive que morrer fazendo agachamento com saco nas costas até a minha amiga correr, de costas, a rampa da bienal, dentro do Ibirapuera.  Digo, todos os lances da rampa. É como corrida de bastão. E rola um entrosamento em equipe pra você dar o melhor de você pra não prejudicar o outro. #MasElaDemorouPacas (isso é piada, gente).

+ Como aproveitar o Eataly sem derrapar nas “gordices”

Seja como for, a coisa é punk. Daí em entendi porque dizem que uma aula queima até 1 000 calorias. Se você se alimentar bem, existe a promessa de um corpo definido em poucos meses.

Talvez por isso a mahamudra esteja bombando: são 1 200 alunos no Brasil (São Paulo, ABC e Salvador) e em Los Angeles. Apenas na capital, 23 turmas treinam diariamente no Ibira. Pelo pacote de três vezes na semana, paga-se 320 reais por mês. Se você quiser incluir a modalidade muay  thai ou ioga, são mais 250 reais cada.

A turma com quem treinei: nem parece que estávamos cansados (Chris Martinez)

A turma com quem treinei: nem parece que estávamos cansados (Chris Martinez)

No final da aula, quando eu já estava quase morta (mas feliz, juro!), os instrutores formaram uma roda para o alongamento e uma pequena meditação – com costumeiramente se repete. Em coro e de mãos dadas repetimos: um por todos e todos por um. Mahamudra, em sânscrito, significa “grande gesto”. Curti, mas pode ser que amanhã eu não consiga andar. Aha! To brincando.

+ Ela perdeu 18 quilos ignorando a médica

 

Em tempo 1: Se você quiser seguir a mahamudra no Instragram é @mahamudrabrasil e o email: contato@mahamudrabrasil.net

Em tempo 2: Se você quiser me seguir, meu Instagram é @canseidesergorda_

E temos também uma página no Facebook Cansei de Ser Gorda.

Um beijo, até mais!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s