Meias velhas viraram 3 000 cobertores doados a moradores de rua

Hoje tá sol e calor, até. Só que, na semana passada, a friaca que castigou Sampa deixou muita gente encolhida em casa. E, ainda pior, aqueles que não possuem um teto pra se abrigar. Teve gente que morreu. De frio. Mas também teve gente que foi salva, ou aquecida, por meias velhas que, vejam só, se […]

cobertores

Hoje tá sol e calor, até. Só que, na semana passada, a friaca que castigou Sampa deixou muita gente encolhida em casa. E, ainda pior, aqueles que não possuem um teto pra se abrigar. Teve gente que morreu. De frio. Mas também teve gente que foi salva, ou aquecida, por meias velhas que, vejam só, se tornaram cobertores distribuídos a moradores de rua.

Trata-se de um projeto da Puket, que já engata sua quarta temporada e tem até a consulesa francesa Alexandra Loras como embaixadora. O mais legal e novo da coisa em si é que, por conta das baixíssimas temperaturas nos últimos dias, o projeto deu uma acelerada, na tentativa de aumentar a entrega de cobertores. Até agora, foram distribuídos 3 000 cobertores, sendo 2 000 deles no último mês.

+ Guia do café: quinze endereços com as melhores xícaras

É bárbaro saber que aquela meia furada, velha com ou sem par pode se transformar numa coberta pra alguém. Quarenta pares de meias – casados ou não – são trituradas e se tornam cobertor. O projeto se tornou um sucesso e ganha mais e mais adeptos. Daí a ideia de um blog com o nome de Vida Boa contar isso aqui. Porque ficar quentinho é bom, ainda mais para quem tem a vida tão dura nas ruas.

Até agora, desde que foi criado, em 2013, o “Meias do Bem” já arrecadou 400 000 pares de meias usadas. Foram distribuídos mais de 10 000 cobertores. A empresa que produz meias contribuiu, ainda, doando 10 000 de pares de meias novas. E como faz para participar? Cata lá sua meia velha e leve até uma das lojas Puket. Há 143 pontos de coleta.

Para mais informações confira a campanha 2016 em www.meiasdobem.com.br.

Em tempo:  pra me mandar uma sugestão, me escreva chrismartinez@butiquedeletras.com.br

Para me seguir nas redes sociais blogvidaboa_ e meu snapchat: chrismartinez4

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s