Clique e assine com até 89% de desconto
Vida Boa Por Bárbara Öberg A repórter Bárbara Öberg fala sobre bem estar, exercícios, saúde e novidades para melhorar a rotina.

Cheinhas e ex-cheinhas fazem ensaio sensual para reforçar a autoestima

Ahhhhhh, a autoestima. Quem dera que todos nós tivéssemos esse sentimento espetacular, capaz de iluminar a nós mesmos e contaminar todo o resto. Sim, eu sou dessas. Mesmo quando estava gordésima, usava biquíni. E agora tenho barriguinha e também uso. Quer saber? Tem mais um monte de mulheres adeptas ao autoamor. Trombei com duas, outro […]

Por VEJA SÃO PAULO Atualizado em 26 fev 2017, 13h56 - Publicado em 7 dez 2015, 14h43
bruna2

Com seios quase à mostra, Bruna se deixa levar pela beleza real (Fotos: Naked Fotografia)

Ahhhhhh, a autoestima. Quem dera que todos nós tivéssemos esse sentimento espetacular, capaz de iluminar a nós mesmos e contaminar todo o resto. Sim, eu sou dessas. Mesmo quando estava gordésima, usava biquíni. E agora tenho barriguinha e também uso. Quer saber? Tem mais um monte de mulheres adeptas ao autoamor. Trombei com duas, outro dia. E sabe o que elas fizeram: um ensaio fotográfico sensual. Não, não, não era pra postar no Facebook, mas simplesmente pra curtir o corpo como se elas fossem Gisele Bündchen. #SomosTodasGisele.

Mulher denúncia grupo criado para ofender gordos

Michelle Wang, de 29 anos, fez os cliques pra festejar um corpo novo, depois de riscar da vida 30 quilos e ficar linda. #Choremos. E Bruna Trevisan, que hoje mora na Austrália, se presenteou com um ensaio porque sempre se amou – com ou sem curvas a mais.

O ensaio fotográfico que as moças aderiram tem um nome peculiar boudoir – justamente porque segue um estilo com cliques íntimos ou em roupas mais sensuais. Aliás, a palavra boudoir é de origem francesa e, resumindo o histórico, estava relacionada a uma pequena e elegante sala ou quarto onde aristocratas franceses recebiam pessoas íntimas enquanto descansava… Depois, virou termo pra fotografia. É coisa de 1920. A novidade é que agora, no Brasil, passou a ser adotado por gente igual a gente #QueSeAma e #MalRespiraDentroDaCalça40 (essa parte é piada, mas, no meu caso, verdade).

bruna1

Sensual (e gata) mesmo não tendo o corpo no padrão slim

Bruna e Michelle foram fotografadas pelas lentes das sócias da Naked Fotografia, especializada nessa nova tendência. Ali, o trabalho das profissionais é ressaltar o que há de melhor em cada freguesa. Para isso, criam ambiente, estilo, make e tudo que, às vezes, se fantasia, mas não se coloca em evidência. Só que nenhum ensaio resvala pro vulgar. E as moças têm o cuidado de assinar contrato de confidencialidade garantindo que seus cliques não vão sair vagando por aí. Afinal, nesses tempos modernos, nudes viraram moda. Nem sempre ao gosto do freguês.

Com medo de entalar na poltrona do avião, fotógrafa emagrece 38 quilos

michelle1

Michelle posa num corpete preto e sensual

Continua após a publicidade

“É a primeira vez que tornarei minhas fotos públicas, fiz pra mim mesma, pra me tornar mais confiante”, me contou Michelle, que só mostrou o ensaio pra pouquíssimas amigas. Ela pesava 117 quilos e chegou aos 77, distribuídos por 1,80. Ela é intérprete de mandarim pra português e perdeu peso com reeducação alimentar.

michelle2

O menor preço por um ensaio desses é R$ 1,6 mil. A coisa leva algumas horas, tipo modelo. As fotos são feitas numa casa ampla, com privacidade e jardim reservado.

Nutricionista lança livro para casais emagrecerem juntos

Nas fotos acima, Michelle posa num corpete preto e sensual/Foto: Naked Fotografia.

Em tempo: para saber mais: www.nakedfotografia.com.br

Se você quiser me seguir no Instagram, @canseidesergorda_ ou no FB: Cansei de Ser Gorda. Pra me mandar uma sugestão, escreva chrismartinez@butiquedeletras.com.br

Se for pra me encher o saco… bem…deixa pra lá.

Um beijo, até mais. #AutoAmor #VamosSerDeVerdade

 

Continua após a publicidade
Publicidade