Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Vida Boa Por Bárbara Öberg A repórter Bárbara Öberg fala sobre bem estar, exercícios, saúde e novidades para melhorar a rotina.

Blogueira se autodesmascara e decide contar a verdade sobre suas fotos de musa fitness

Pensa numa emoção. Triplica. Foi o que senti quando li essa notícia. A australiana Essena O´Nei,  umas dessas celebridades instantânea da era digital –  com mais de 800 000 seguidores no Instagram, 200 000 inscritos em seu canal no YouTube –, surtou e decidiu desmascarar a si mesma. Excluiu mais de 2 000 fotos de seu perfil […]

Por Carolina Giovanelli Atualizado em 26 fev 2017, 14h18 - Publicado em 3 nov 2015, 18h22
blog

(Na legenda dessa foto, ela revela: “Não é a vida real. O único motivo pelo qual fomos à praia nesta manhã foi tirar fotos deste biquíni, porque a companhia me pagou e também porque eu ficava bonita considerando os padrões atuais da sociedade… -Reprodução/Instagram)

Pensa numa emoção. Triplica. Foi o que senti quando li essa notícia. A australiana Essena O´Nei,  umas dessas celebridades instantânea da era digital –  com mais de 800 000 seguidores no Instagram, 200 000 inscritos em seu canal no YouTube –, surtou e decidiu desmascarar a si mesma. Excluiu mais de 2 000 fotos de seu perfil e o melhor: editou as legendas dos 100 posts que sobraram, revelando que aquilo ali não era nadinha real. E que, sim, tinha uma genética abençoada e recebia pra postar fotos de biquínis. Muitas das vezes, aliás, morrrrrta de fome.

+ Jovem perde 21 kg em quatro meses com dieta e chá de folha de amora

A moça mudou sua descrição no perfil do Instagram para “Social Media Is Not Real Life” (Mídia Social Não É A Vida Real). E apagou seu Tumblr e a maioria dos vídeos do YouTube. Deixou no ar os que falavam sobre sua conversão ao veganismo – ao que tudo indica nova paixão. Ela se questiona: “por que alguém posta uma foto? Qual é o resultado? Fazer a diferença? Parecer gostoso? Vender alguma coisa?”.

Segundo seu relato, a moça loira e magra pensava que, ao fazer esse tipo de foto, estava ajudando meninas de sua idade a serem saudáveis. E, somente agora, sacou que não é nada disso. “Só percebi aos 19 anos que colocar qualquer quantidade de autoestima em sua forma física é limitante! Eu poderia estar escrevendo, explorando, brincando, fazendo qualquer coisa bonita e real… e não tentando validar meu valor através de uma foto de biquíni sem substância.”

Veja algumas das legendas abaixo.

blog2

“Me pagaram 400 dólares para postar um vestido. Isso foi quando eu tinha uns 150 000 seguidores. Com meio milhão, eu sei de várias marcas on-line que pagam até 2 000 por post. Não há nada de errado em aceitar acordos de marcas. Eu só acho que isso deve ser aberto ao conhecimento. Esta foto não tem substância, [o vestido] não foi feito através de uma fabricação ética (eu não sabia na época). Mídias sociais não são reais. Este é o meu ponto. Esteja atento ao que as pessoas promovem, questione você mesmo, qual é a intenção atrás da foto?”

blog3

Continua após a publicidade

Na foto acima, Essena escreveu: “NÃO É A VIDA REAL – tirei mais de cem em poses similares tentando fazer com que minha barriga ficasse bem. Quase não comi neste dia. E gritei com a minha irmã mais nova para que ela ficasse tirando elas até que eu ficasse, de alguma forma, orgulhosa disso.”

blog5

Ela mudou a legenda dessa foto para: “Eu estava com acne aqui, isso é um monte de maquiagem. Eu estava sorrindo porque pensei que ficava bonita. Felicidade baseada em estética vai sufocar o seu potencial aqui na terra.”

+ Mitos e verdades sobre as dietas detox

E por que eu gostei da revelação dessa moça? Bem, eu acredito na boa fé do ser humano e acho ruim ganhar grana postando mentiras ou criando uma imagem de felicidade que não é real. Um clique pode camuflar um negócio lucrativo e enganoso. Não vejo problema algum que moças lindas ganhem dinheiro com seu corpo. Só acho um problema o mundo fictício que as redes sociais criaram, em especial para adolescentes.

Eu escrevo um blog pra motivar as pessoas, inclusive a mim mesma. Não sou magra, mas eliminei 18 quilos e deixei pra trás o sedentarismo. Tenho preguiça, detesto barrinha de cereal e acho um horror as pessoas ficarem chateadas ou desanimadas porque a blogueira x ou y tem uma barriga que você jamais terá. Seja você e seja feliz.

Pra acessar o perfil da moça no Instagram: @essenaoneil. Ela está montando um site em que vai falar sobre a vida real e mais consciente (assim, esperamos).

Pra me seguir: @canseidesergorda_ (aproveita e vê as capirinhas que bebi no feriadão)

Um beijo, até mais.

Continua após a publicidade

Publicidade