Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Os Vilões de Shakespeare e de Marcelo Serrado

O ator revive icônicos personagens do bardo inglês no solo em cartaz no Teatro Eva Herz

Por Dirceu Alves Jr. 8 mar 2018, 19h21

É possível divertir a plateia em um pacote desafiador e capaz de ampliar horizontes? O diretor Sergio Módena e o ator Marcelo Serrado alcançam o feito com o monólogo Os Vilões de Shakespeare. Escrita pelo inglês Steven Berkoff, a peça apresenta um palestrante dedicado a destrinchar o caráter de sete malvados icônicos da dramaturgia do bardo inglês.

Na pele do conferencista, Serrado firma cumplicidade com o público. Íntimo, fala do invejoso Iago, que destruiu a felicidade de Otelo, brinca com a maldição em torno de Macbeth e afirma ser fácil enxergar atos heroicos em Ricardo III, tal como nos políticos brasileiros. Juntam-se a essa lista o general Coriolano, o rei Oberon, de Sonhos de uma Noite de Verão, o ganancioso Shylock, de O Mercador de Veneza, e até um improvável Hamlet.

Desafiado por rápidas cenas dos clássicos, o intérprete surpreende na construção do judeu Shylock, convence como Ricardo III e simplifica os conflitos de Macbeth e Otelo a ponto de parecerem imperceptíveis. O talento e o carisma do protagonista, porém, garantem um diálogo direto com o espectador, e a provocação de Berkoff é vista e digerida sem o peso das tradicionais tragédias (65min). 12 anos. Estreou em 3/3/2018.

+ Teatro Eva Herz — Livraria Cultura. Avenida Paulista, 2013. Sábado, 19h e 21h; domingo, 18h. R$ 80,00. IR. Até 29 de abril.

Continua após a publicidade
Publicidade