Clique e assine por apenas 6,90/mês
Na Plateia Por Dirceu Alves Jr. Tudo sobre teatro

“A Mentira”, de Florian Zeller: uma comédia inegavelmente engenhosa

A peça do dramaturgo francês ganha montagem brasileira com elenco liderado por Miguel Falabella e Zezé Polessa

Por Dirceu Alves Jr. - 18 Oct 2019, 08h23

O francês Florian Zeller é o mesmo autor de O Pai, peça montada por Fulvio Stefanini em 2016. Na comédia A Mentira, dirigida por Miguel Falabella, é confirmado seu talento para uma dramaturgia engenhosa, com tempos desafiadores para o público e refinamentos capazes de aliviar mesmo uma trama surrada sobre a troca de casais.

+ “Brian ou Brenda?” discute questão de gênero e identidade.

Alice (Zezé Polessa) surpreende Michel (Frederico Reuter), que é casado com sua melhor amiga, Laura (Karin Hils), na companhia de uma amante. Naquela noite, eles vão jantar em sua casa e vem à tona um conflito ético sobre se Alice deve revelar a verdade, algo que Paulo (vivido por Falabella), seu marido, desaprova. Esse ponto de partida serve para apresentar uma discussão sobre os limites da franqueza e da lealdade nas relações pessoais.

+ Dez peças marcantes de Fernanda Montenegro. 

Continua após a publicidade

Zezé brilha na pele de Alice, enquanto Reuter e Karin, em participações menores, se mostram convincentes. Acima do tom, Falabella insiste em impor personalidade para agradar a seus fãs. Enfraquece, no entanto, as sutilezas da dramaturgia ao tirar graça de situações banais em meio a temas mais profundos (80min). 10 anos. Estreou em 4/10/2019.

+ Teatro Shopping Frei Caneca. Shopping Frei Caneca, 7º andar. Sexta e sábado, 21h; domingo, 18h. R$ 160,00 e R$ 200,00. Até 24 de novembro.

Para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Publicidade