Duas reestreias infantis que reimaginam contos clássicos

As duas apresentações foram avaliadas com três estrelas pela equipe VEJA SÃO PAULO

O roteiro de A Bela e a Fera — O Espetáculo Musical é um velho conhecido, adaptado do conto originalmente escrito pela francesa Gabrielle-Suzanne Barbot de Villeneuve, em 1740. Bela (Flávia Mengar) é uma moça linda e inteligente, considerada esquisita pelos moradores de sua pequena vila por causa de seus hábitos vorazes de leitura. Seu pai, Gilbert (Ivan Radecki), é um inventor visto como maluco, que se torna prisioneiro no castelo da Fera (interpretada por Bruno Rizzo, que também assina a direção). Para salvá-lo, a garota toma seu lugar no calabouço do príncipe transformado em monstro. Acima das aparências, os dois estabelecem uma relação progressivamente mais próxima. Apesar da previsibilidade da trama, o enredo segue dinâmico e ganha potência com a produção, que inclui muitos figurinos belíssimos (são mais de 100 peças), músicas originais animadas e alguns cenários grandiosos. Devido à duração longa, de 105 minutos com intervalo, pode ser mais bem aproveitada pela garotada a partir de 4 anos. Estreou em 14/5/2017. Theatro Net São Paulo. Shopping Vila Olímpia, ☎ 3439-9312. Domingo, 14h. R$ 75,00 a R$ 250,00. Até 16 de fevereiro.

 (Divulgação/Divulgação)

Em cartaz no Teatro Dr. Botica, Os Três Porquinhos — O Retorno do Lobo Mau é uma continuação não oficial da tradicional fábula infantil. No palco, Enrico Verta, Gabriela Gama e Helinton Oliveira dão vida aos irmãos, que agora moram juntos na casinha de tijolos — a única que não foi ao chão. Depois de atazanar a vida da família e dos prévios acontecimentos da história, o Lobo Mau (Leandro Mariz, que também assina a direção) retorna para tentar recuperar seu livro de anotações, que está com os porquinhos. Conta com a ajuda da Mamãe Lobo, que participa como voz em off. Apesar do enredo simplório, o dinamismo e as interações certeiras com a plateia conquistam a garotada mais novinha. Um dos momentos preferidos deles é um jogo de bola entre elenco e plateia, que pode se tornar um pouco tumultuado em sessões mais cheias. O texto busca discutir questões como bullying e o respeito às diferenças (50min). Estreou em 2/3/2013. Rec. a partir de 3 anos. Teatro Dr. Botica. Shopping Metrô Tatuapé,☎ 2251-5757. Sábado e domingo, 14h. R$ 60,00. Até 23 de fevereiro. Reestreia neste sábado (1º).

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s