Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Cidade das Crianças Por Blog Os melhores programas para crianças e família espalhados por São Paulo. Por Maria Alice Prado (maria.alice@abril.com.br)

Crianças x insetos: a batalha continua

Se o seu filho vive tomando picadas, acredite, você não é o único pai que “deixa isso acontecer”. Tentar manter os insetos longe das crianças é um dos grandes desafios dos pais durante o verão (ou enquanto dura o calorão). Para quem mora em casa ou perto de rio ou córrego, a batalha é ainda […]

Por VEJA SP Atualizado em 26 fev 2017, 22h38 - Publicado em 28 fev 2014, 18h34

Se o seu filho vive tomando picadas, acredite, você não é o único pai que “deixa isso acontecer”. Tentar manter os insetos longe das crianças é um dos grandes desafios dos pais durante o verão (ou enquanto dura o calorão). Para quem mora em casa ou perto de rio ou córrego, a batalha é ainda mais dura: não tem dia nem hora para eles aparecerem e, quando você se dá conta, lá está seu filho se coçando com aquela bolinha vermelha. Chega a dar raiva do mosquito. Fora, claro, o medo de transmissão da dengue.

Mas, ao mesmo tempo que todo pai parece preocupado com os insetos, muitos dos que tenho conversado não curtem muito a ideia de apelar para métodos, digamos, mais “radicais”, como os sprays, venenos de tomada ou aqueles que podem ser queimados como um incenso.

Eu mesma tento evitar (e além disso acho que os venenos de tomada, esses líquidos, são bem pouco eficazes). Depois de experimentar muito método “alternativo”, fiz uma lista com as que deram mais certo na redução do coça-coça lá em casa.

 

Exposis

exposis

Sempre hesitei em passar repelente nos meus filhos. Até que três médicos diferentes me recomendaram o repelente Exposis, que é vendido com o apelo de ser mais suave e hipoalergênico.

Para crianças há o produto em spray ou em gel e a aplicação dele é fácil e não tem cheiro. Como é eficaz contra Aedes aegypti, que é diurno, tenho aplicado nas crianças antes de irem à escola e reduziu bastante as picadas. (O fabricante indica para crianças acima de 2 anos).

 

Citronela

Não é um método novo e também não chega a ser dos mais eficazes. Além disso, o cheiro forte da essência incomoda muita gente. Minha mãe, que é farmacêutica bioquímica, me indicou passar algumas gotinhas do óleo essencial no pé da cama e no berço para espantar os mosquitos. O cheiro fica mais brando e tem funcionado.

 

Raquete de choque

Continua após a publicidade

raquete

Como moramos perto de rio e temos grama em casa, à noite os mosquitos chegam de turma, querendo devorar. Em dias que a coisa está pegando, o que temos feito é mesmo “partir pra guerra”: ligamos o ar condicionado (costuma espantar os mosquitos) e vamos de raquete em punho pegar os resistentes. Depois fechamos a porta e vale a regra do “ninguém entra, ninguém sai”.

 

Repel Neen

repel

Essa foi uma grande descoberta. Costumo pedir alimentos orgânicos e a lista do fornecedor oferecia um “repelente orgânico” feito a base de uma planta indiana que não é nocivo para pessoas ou animais domésticos. Em casa, além dos insetos, estávamos com um problema sério de formigas (a dedetização que fizemos nas férias não adiantou nada), o que me motivou a adquirir o produto. O repelente vem em 5 sachês que devem ser distribuídos pelos cômodos bem próximos do chão, ou dentro de armários. Não adiantou contra os mosquitos, mas as formigas sumiram, foi bem impressionante.

 

Álcool + cravo da índia

Outra fórmula caseira e muito eficiente contra as formigas, especialmente aquelas bem miudinhas. Coloque cerca de 20 cravos da índia dentro de uma embalagem de 1 litro de álcool. Deixe “curtir” por dois dias. Depois, use essa solução para a limpeza da casa – mesa, cozinha, móveis – e dos locais por onde as formigas transitam. Funciona mesmo.

 

Pomada de calêndula

calendula

Se o estrago já foi feito, recorro à pomada de calêndula da Weleda, que tem efeito calmante. Essa pomada indicada para assaduras tem várias utilidades e abrandar a coceira e irritação das picadas é mais uma delas.

Continua após a publicidade
Publicidade