Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Cidade das Crianças Por Blog Os melhores programas para crianças e família espalhados por São Paulo. Por Maria Alice Prado (maria.alice@abril.com.br)

Conheça três podcasts infantis de contação de histórias

Disponíveis em todas as plataformas digitais, eles adaptam clássicos, contam fábulas e lendas, criam novos mundos e abrem espaço para criações de ouvintes

Por Alice Padilha Atualizado em 3 fev 2020, 15h06 - Publicado em 31 jan 2020, 06h00

Carol Camanho é carioca, mas reside no Canadá há sete anos com a família. É dentro de seu armário, em casa, que ela grava o Era uma Vez um Podcast. “O escritório tem muito eco! A acústica lá é bem melhor”, explica. A ideia veio de uma conversa com outra mãe brasileira que mora no país e queria preservar o português dos filhos. Estão na playlist histórias originais, produções de ouvintes e clássicos reimaginados. Novos episódios saem todo dia 7 e 17, às 9h, nas principais plataformas de streaming de áudio.

Divulgação/Divulgação

Gustavo Goldschmidt é CEO da Superplayer&Co. e um dos criadores do Imagina Só. A vontade de produzir conteúdo em áudio era compartilhada pela equipe, porém a ideia de apostar no setor infantil partiu do sócio Paulo Neves, que tem uma filha de 4 anos. A narração ficou para Marília Feix, mas Goldschmidt faz uma ponta interpretando alguns dos personagens. “Um dos benefícios é o exercício da escuta ativa, a capacidade de se concentrar no que o outro está dizendo”, avalia. Novos episódios às quintas, à 0h01.

Divulgação/Divulgação

Fernando Rodrigues é pai de três filhas. a caçula, Bel, de 8 anos, é a inspiração para a protagonista da primeira história do Podventura. Liberada de uma só vez em agosto, a série acompanha três irmãos porquinhos (não os da fábula!) que passam por vários problemas após serem separados da mãe. O escritor está preparando uma nova aventura, A Menina que Caiu do Céu. Nela, Tina é uma garota de 7 anos que acorda em um teco-teco e percebe que não conhece o piloto. A produção deve chegar às plataformas no segundo semestre de 2020.

Divulgação/Divulgação

Ficou com vontade de ouvir? Comece por aqui:

Continua após a publicidade
Publicidade