Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Cidade das Crianças Por Blog Os melhores programas para crianças e família espalhados por São Paulo

25 de Março é sim programa para criança

Por Alecsandra Zapparoli,  mãe de Bruna, de 4 anos, das gêmeas Giulia e Bianca, de 7, e diretora de redação de VEJA SÃO PAULO Se você tem espírito aventureiro como eu, eis um programa bacana para fazer com as crianças: andar pelas ruas muvucadas da 25 de Março. Fiz isso num sábado recente com as minhas filhas […]

Por VEJASP Atualizado em 27 fev 2017, 11h18 - Publicado em 8 mar 2013, 13h26

Por Alecsandra Zapparoli, 
mãe de Bruna, de 4 anos, das gêmeas Giulia e Bianca, de 7,
e diretora de redação de VEJA SÃO PAULO

Se você tem espírito aventureiro como eu, eis um programa bacana para fazer com as crianças: andar pelas ruas muvucadas da 25 de Março. Fiz isso num sábado recente com as minhas filhas mais velhas, as gêmeas Bianca e Giulia, de 7 anos, e elas enlouqueceram com a quantidade de bugigangas. Não sabiam para onde olhar. Como os preços não se comparam aos dos shoppings, podemos ser muito mais permissivos nas compras. E a graça está exatamente aí – para a conta não ficar estratosférica um caminho é estipular logo de cara um budget. Mas onde parar o carro? E se alguém pedir um xixi? Como fica a questão da segurança? Eis algumas dicas:

Bianca e Giulia: “Mãe, por que você não trouxe a gente aqui antes?”

– Há um estacionamento na Rua Carlos de Souza Nazaré, 250. É um dos mais caros por ficar no coração da 25, mas é uma opção para os pequenos não percorrerem grandes distâncias a pé (eles costumam reclamar logo depois de um quarteirão, certo?). Aos sábados, funciona das 7h às 15h. De segunda  a sexta, das 7h às 19h. Prepare o bolso: 20 reais a primeira hora e 15 reais as demais.

– Se o programa é para elas, resista em “dar uma entradinha” numa loja de lençóis, utensílios domésticos ou bijus. Isso prolonga o passeio e o torna enfadonho para as crianças. São vários os paraísos específicos para os pequenos. Cito três: a Brinquedos Beija-Flor (Rua Jorge Azem, 18), a Big Bi (Rua Carlos de Souza Nazaré, 148) e a Matsumoto (Rua Barão de Duprat, 39), uma loja gigante que tem de tudo, inclusive papelaria. Tem ainda a manjada Armarinhos Fernandes (Rua 25 de Março, 864).

Continua após a publicidade

– Se você é um abençoado e seu filho come de tudo (coisa raríssima), há várias opções de restaurantes árabes com visual simples e comida honesta. Abriu também lá uma filial do Subway (Rua Comendador Abdo Schahin, 102) e há ainda o infalível McDonald’s (Rua 25 de Março, 1109). Sem falar no Mercado Municipal, com suas frutas, pastéis e sanduíches. Aproveite o pit-stop gastronômico para usar o banheiro desses lugares.

– A região está bem policiada, principalmente aos sábados. São poucos também os camelôs com licença para trabalhar, o que desafagou demais as calçadas nos últimos tempos.

– A última dica é chegar cedo, por volta das 8. Três horas depois, quando o lugar começa a virar um formigueiro, é hora de partir.

Terminamos o passeio com a seguinte frase da Giulia:

— Mãe, por que você não trouxe a gente aqui antes?

Na verdade, estava tomando coragem. Mas a experiência mostrou que 25 é sim um programa para crianças.

Continua após a publicidade
Publicidade