Clique e assine por apenas 5,90/mês
Corrida Por Marcos Paulo Reis Dicas sobre corridas para praticantes do esporte, por Marcos Paulo Reis.

Os verdadeiros ídolos do esporte

Para mim e para quem conhece e vive a essência do esporte, os verdadeiros ídolos estão nas olimpíadas – e merecem reconhecimento e respeito. Os atletas de alto rendimento passam por ciclos de treinamento. A gente pode não ver, mas diariamente eles treinam, se dedicam muito, abrem mão de vida familiar e social, vão à […]

Por Gabriel Bentley - Atualizado em 26 fev 2017, 10h42 - Publicado em 18 ago 2016, 18h07


Tocha_William Lucas

Para mim e para quem conhece e vive a essência do esporte, os verdadeiros ídolos estão nas olimpíadas – e merecem reconhecimento e respeito. Os atletas de alto rendimento passam por ciclos de treinamento. A gente pode não ver, mas diariamente eles treinam, se dedicam muito, abrem mão de vida familiar e social, vão à exaustão, caem e se levantam, para estar no maior evento esportivo do mundo.

Ninguém sabe o que acontece nos centros de treinamento durante quatro anos. Mas com certeza não é colônia de férias. Não foi ontem que começaram e não devem ser julgados pelo desempenho que apresentam, sob pressão, diante de milhões de expectadores do mundo todo.

Torço para que a Olimpíada no Rio dê certo: relato de um treinador que já foi duas vezes ao evento

Tem gente que desiste na primeira corrida. Tem gente que faz uma maratona e diz que isso não é para ele. Tem gente que torna qualquer coisa um grande problema. Então, antes de julgar e condenar os outros, seria bom olhar para seu próprio comportamento. A pressão pela qual os atletas passam, é muito diferente daquela que temos no dia a dia, quando somos cobrados por metas no trabalho, por exemplo.

Falar de “projeto verão” no inverno? Sim!

A crítica faz parte da vida. Mas em se tratando de esporte de alto rendimento, pouquíssimas pessoas têm autoridade para criticar o desempenho de nossos atletas. Ou porque não sabem o que é acordar cedo e treinar, treinar e treinar ou porque não conhecem a modalidade em profundidade. Falar é fácil. Quero ver ir lá fazer.

Então, antes de cobrar medalhas, de analisar negativamente o desempenho dos atletas, como “especialistas” nas redes sociais, pense nisso. No pódio ou fora dele – seja em que posição for – os atletas merecem respeito.

Milhares de seguidores na internet não fazem do indivíduo um ídolo. A pessoa pode ser boa de imagem, de ações, de comunicação, mas daí a se ser um ídolo, um exemplo a ser seguido, tem uma grande diferença. Aproveite a Olimpíada para se inspirar nos verdadeiros heróis nacionais!

Continua após a publicidade
Publicidade