Clique e assine por apenas 6,90/mês
Últimas de São Paulo Por Blog Notícias quentes e bastidores da cidade

Marta Suplicy é hostilizada em manifestação contra governo; senadora diz que recebeu “carinho dos manifestantes”

A Senadora Marta Suplicy foi hostilizada neste domingo (13), enquanto concedia uma entrevista em frente ao edifício da FIESP, na Avenida Paulista. O fato ocorreu durante a manifestação contra a corrupção e em defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff. + AO VIVO – Manifestantes lotam Avenida Paulista Foram ouvidos gritos de ‘fora PT’ e ‘minha […]

Por Larissa Faria - Atualizado em 26 fev 2017, 12h53 - Publicado em 13 mar 2016, 17h37

[facebook url=”https://www.facebook.com/MartaSenadora/videos/vb.125980744110410/” /]

A Senadora Marta Suplicy foi hostilizada neste domingo (13), enquanto concedia uma entrevista em frente ao edifício da FIESP, na Avenida Paulista. O fato ocorreu durante a manifestação contra a corrupção e em defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

+ AO VIVO – Manifestantes lotam Avenida Paulista

Foram ouvidos gritos de ‘fora PT’ e ‘minha bandeira nunca será vermelha’, apesar da candidata não fazer mais parte do partido desde setembro de 2015, quando filiou-se ao PMDB.Um segurança da FIESP informou que ela saiu escoltada, mas não sabe para onde. Poucos minutos antes do ocorrido, a partidária convidou a população para participar do evento, que classificou como “festa da democracia”. Procurada, a assessoria de imprensa da Senadora não foi localizada.

Após o ocorrido, Marta pronunciou-se em sua página no Facebook:

marta suplicy

(Foto: Reprodução/Facebook Marta Suplicy)

“Registre-se que uma única pessoa, um senhor acompanhado de uma mulher, exclamou em voz alta a frase PMDB é igual ao PT. Ao final de muitas saudações e cumprimentos e de várias entrevistas dadas, Marta, que não estava acompanhada de seguranças, mas sim ladeada por militantes da juventude do PMDB, retirou-se da manifestação sem nenhum tipo de hostilidade. (…) Fui recebida com entusiasmo na manifestação da Av Paulista. Um cara me maltratou, apenas. Nada que me tirasse a alegria de estar compartilhando um dia histórico para nossa democracia. Chega de corrupção..”

(Colaborou Adriana Farias)

Continua após a publicidade
Publicidade