Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
CASACOR Tendências de decoração, arquitetura, design e paisagismo com curadoria

8 projetos da CASACOR SP que são verdadeiras casas de campo

Os projetos abaixo estavam em mostras da CASACOR - mas poderiam estar em qualquer montanha do mundo. Conheça-os!

Por Nádia Sayuri Kaku/CASACOR Atualizado em 12 jul 2021, 09h46 - Publicado em 13 jul 2021, 10h00
Dado Castello Branco cria casa de pedra e vidro integrada à natureza
Casa Flamboyant, de Dado Castello Branco. Conheça o projeto completo. Fran Parente/Veja SP

Apesar de São Paulo ser reconhecida como uma cidade cosmopolita, repleta de prédios e construções cinzentas, o elenco da CASACOR São Paulo não se deixa levar por estereótipos: a cada edição, diversos projetos mostram como integrar a natureza ao clima urbano, criando espaços aconchegantes, coloridos e com cara de “casas de montanha”. Nos projetos abaixo, estão presentes todos os elementos típicos de casas de campo: lareiras, jardins exuberantes, materiais naturais, paredes de vidro e muito verde ao redor. Confira oito projetos assinados pelo elenco da mostra paulistana.

Casa Raízes, por Triplex Arquitetura

Casa Raízes - Triplex Arquitetura_CASACOR São Paulo
Casa Raízes, de Triplex Arquitetura. Conheça o projeto completo. Felipe Araújo/Veja SP

Adriana Helu, Carolina Oliveira e Marina Torre Lobo comemoraram os dez anos de carreira com um refúgio de 115 m² na CASACOR São Paulo 2018, projetado para contar a história do escritório Triplex Arquitetura. A casa de campo abriga banheiro, quarto, sala e uma varanda com cozinha gourmet, um lugar perfeito para recarregar as energias.

Casa Raízes - Triplex Arquitetura_CASACOR São Paulo
Casa Raízes, de Triplex Arquitetura. Conheça o projeto completo. Felipe Araújo/Veja SP

O forro feito de fibra natural tramado a mão é o grande destaque do projeto ao lado da estante preenchida com plantas que separa o living e do quarto. A produção da peça ficou por conta do paisagista Daniel Nunes e claro, as estrelas são as plantas, uma variedade de temperos como erva-cidreira, hera e alecrim. É dele também a assinatura do paisagismo de todo o espaço que recebeu vasos limpos – sem adornos, na cor terracota e com design atemporal.

Casa Raízes - Triplex Arquitetura_CASACOR São Paulo
Casa Raízes, de Triplex Arquitetura. Conheça o projeto completo. Felipe Araújo/Veja SP

Casa do Bosque, por David Bastos

Casa do Bosque, David Bastos
Casa do Bosque, de David Bastos: Conheça o projeto completo. CASACOR/Veja SP

Para elevar em 35 centímetros a construção, evitando terraplanagens e a impermeabilização do solo, David Bastos e sua equipe prepararam uma fundação leve e dela ergueram a armação de madeira de reflorestamento, que define quarto, sala, cozinha e banheiro da Casa do Bosque, projeto da CASACOR São Paulo 2015.

Casa do Bosque, David Bastos
Casa do Bosque, de David Bastos: Conheça o projeto completo. CASACOR/Veja SP

Mais do que pano de fundo, o paisagismo implantado ali perto por Gilberto Elkis enriqueceu o projeto – chapas de vidro protegem a estrutura nas laterais e até no teto, liberando a visão do entorno. Enormes brises, também de madeira laminada colada (MLC), somam-se às superfícies transparentes.

Casa do Bosque, David Bastos
Casa do Bosque, de David Bastos: Conheça o projeto completo. Gabriel Inamine/Veja SP

Casa Terra, por Paola Ribeiro

Casa Terra, de Paola Ribeiro.
Casa Terra, de Paola Ribeiro. Conheça o projeto completo. CASACOR/Veja SP

Com 160 m², a Casa Terra é o projeto de Paola Ribeiro para a CASACOR São Paulo 2018: cozinha, living, jantar, terraço e jardim compõem o espaço. Marcada por dois flamboyants – as árvores que já existiam no local e atravessam o teto – a construção é ainda mais integrada à natureza. Os ambientes amplos tiram proveito da luz natural e, do living, é possível contemplar o jardim assinado por Alex Hanazaki.

Casa Terra, de Paola Ribeiro.
Casa Terra, de Paola Ribeiro. Conheça o projeto completo. Denilson Machado/Veja SP

Na cozinha, a marcenaria se destaca e a bancada acompanha o design da luminária assinada por Maneco Quinderé. Completa o projeto obras de arte em gravuras, pinturas e fotografias de Yuri Serôdio, Thomas Baccaro e Denilson Machado

Casa Terra, de Paola Ribeiro.
Casa Terra, de Paola Ribeiro. Conheça o projeto completo. Denilson Machado/Veja SP

Refúgio Urbano, por Marina Linhares

Refúgio Urbano, de Marina Linhares.
Refúgio Urbano, de Marina Linhares. Conheça o projeto completo. CASACOR/Veja SP

Assim como o nome sugere, o Refúgio Urbano da designer Marina Linhares para a CASACOR São Paulo 2018 é um local pensado para o escapismo do dia a dia. Instalado em meio à vegetação do Jockey Club, a ideia é que o projeto de 60 m² possa ser replicado em qualquer lugar voltado para o descanso, seja uma casa de campo, um rooftop ou um recanto na praia.

Refúgio Urbano, de Marina Linhares.
Refúgio Urbano, de Marina Linhares. Conheça o projeto completo. Rômulo Fialdini/Veja SP

As paredes de vidro permitem maior incidência de luz solar e proporcionam uma linda vista para o projeto paisagístico de Alexandre Furcolin. Para aumentar a sensação de aconchego, a designer optou por muita madeira, tecidos, fibras e almofadas. Uma churrasqueira completa o lazer.

Continua após a publicidade
Refúgio Urbano, de Marina Linhares.
Refúgio Urbano, de Marina Linhares. Conheça o projeto completo. Rômulo Fialdini/Veja SP

Casa do Escritor, por Jóia Bergamo

Casa do Escritor, de Jóia Bergamo
Rafael Renzo/Veja SP

Com 100 m², a Casa do Escritor foi inspirada nas casas de vidro construídas na metade do século XX pela experiente Jóia Bergamo, na CASACOR São Paulo 2018. O andar único é banhado por abundante luz natural, porém é extremamente fresco, dada as árvores que cercam o ambiente. No living, formas curvilíneas foram escolhidas por sua fluidez; já na cozinha, as linhas retas e mobiliário discreto conferem elegância e funcionalidade.

Casa do Escritor, de Jóia Bergamo
Rafael Renzo/Veja SP

Para o quarto, Jóia criou uma mistura de texturas e materiais – como bronze, alumínio e latão – para construir uma atmosfera que fosse arrojada sem deixar de ser aconchegante. No escritório, onde o sol incide diretamente, um painel duplo funciona como brise de ventilação e sombra.

Casa do Escritor, de Jóia Bergamo
Rafael Renzo/Veja SP

Casa Flamboyant, por Dado Castello Branco

Dado Castello Branco cria casa de pedra e vidro integrada à natureza
Fran Parente/Veja SP

Um espaço de convivência, descontraído, para receber família e amigos com vista para vegetação. Essa é a ideia da Casa Flamboyant, de 85 m², assinada pelo arquiteto Dado Castello Branco para a CASACOR São Paulo 2015. Na área interna, destaque para a penteadeira desenhada por Jorge Zalszupin nos anos 50 e para a coletânea de obras de arte, incluindo as de Vik Muniz.

Dado Castello Branco cria casa de pedra e vidro integrada à natureza
Fran Parente/Veja SP

O uso do vidro foi uma maneira de valorizar a paisagem maravilhosa e a iluminação natural. Pronta em sete dias, a armação de perfis de aço elevou a construção a 55 cm do terreno, aproximando-a da copa das árvores e afastando a típica umidade ascendente.

Dado Castello Branco cria casa de pedra e vidro integrada à natureza
Fran Parente/Veja SP

Casa Lite, por Duda Porto

Casa Lite, de Duda Porto.
Casa Lite, de Duda Porto. Conheça o projeto completo. CASACOR/Veja SP

Na decoração da Casa Lite para a CASACOR São Paulo 2019, Duda Porto optou por revestimentos amadeirados, aquecendo os ambientes. Na área íntima, uma parede de pedra natural aparece em contraste com a madeira. As grandes esquadrias e portas camarão com muxarabi permitem a entrada de luz natural e a ventilação cruzada, diminuindo a necessidade de condicionadores de ar.

Casa Lite, de Duda Porto.
Casa Lite, de Duda Porto. Conheça o projeto completo. Denilson Machado/Veja SP

Na área gourmet, o conceito modular aparece na composição dos utilitários. A peça é composta apenas por três itens: uma pia, um braseiro e um apoio com armário, que foram pensados com a possibilidade de serem movidos e encaixados de outras formas, reconfigurando o ambiente.

Casa Lite, de Duda Porto.
Casa Lite, de Duda Porto. Conheça o projeto completo. Denilson Machado/Veja SP

Casa SysHaus, por Arthur Casas

SysHaus, de Arthur Casas.
SysHaus, de Arthur Casas. Conheça o projeto completo. Filippo Bamberghi/Veja SP

A casa de 200 m² demorou apenas um mês para ficar pronta: a tecnologia do sistema modular SysHaus desenvolvida pelo escritório do arquiteto Arthur Casas, além da montagem rápida, também não gerou entulho e teve baixo consumo de água. A estrutura de pilares, vigas e parafusos de aço dispensa fundação e concretagem. Tudo é encaixado, do piso ao forro.

SysHaus, de Arthur Casas.
SysHaus, de Arthur Casas. Conheça o projeto completo. Filippo Bamberghi/Veja SP

Cerca de 90% dos componentes vêm da fábrica sob medida. Além disso, 100% dos materiais utilizados são recicláveis, e há uma cobertura verde, que contribui naturalmente para o conforto térmico e acústico, dando-se o máximo respeito à natureza em todos os processos da construção. O projeto fez parte da CASACOR São Paulo 2018.

SysHaus, de Arthur Casas.
SysHaus, de Arthur Casas. Conheça o projeto completo. Filippo Bamberghi/Veja SP

Veja também:

Continua após a publicidade
Publicidade