Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Carnaval SP Por Blog Blocos, desfiles e muito mais

Pathy Dejesus, ex-repórter do ‘Vídeo Show’, substitui Adriane Galisteu como madrinha da Banda Gueri-Gueri

A tradicional Banda Gueri-Gueri, bloco que reúne a elite paulistana em ritmo de alalaô no próximo sábado (7), no Ibirapuera, tem uma nova madrinha. A atriz e modelo Patrícia Dejesus, ex-repórter do programa Vídeo Show, da Rede Globo, foi a escolhida para substituir a apresentadora Adriane Galisteu no posto. Paulistana da Casa Verde, na Zona Norte, Pathy, […]

Por Jussara Soares Atualizado em 26 fev 2017, 18h45 - Publicado em 3 fev 2015, 17h38
A nova madrinha do Gueri-Gueri,Pathy de Jesus desfilará também na Vai-Vai e na Imperatriz Leopoldinense (Foto: Divulgação)

A nova madrinha do Gueri-Gueri,Pathy de Jesus desfilará também na Vai-Vai e na Imperatriz Leopoldinense (Foto: Divulgação)

A tradicional Banda Gueri-Gueri, bloco que reúne a elite paulistana em ritmo de alalaô no próximo sábado (7), no Ibirapuera, tem uma nova madrinha. A atriz e modelo Patrícia Dejesus, ex-repórter do programa Vídeo Show, da Rede Globo, foi a escolhida para substituir a apresentadora Adriane Galisteu no posto. Paulistana da Casa Verde, na Zona Norte, Pathy, como é conhecida, tem o samba no DNA. Ela é bisneta do Dionísio Barbosa, fundador da popular escola de samba Camisa Verde e Branco.

+ Vote no melhor bloco no primeiro fim de semana de pré-Carnaval

“Para mim, que nasci na Zona Norte, ser escolhida para ser madrinha do Gueri-Gueri, um bloco da Zona Sul, é o retrato típico da integração do Carnaval. Quando o rico chega na Camisa Verde, ele curte igual. A alegria é a mesma, todo mundo cantando o mesmo samba”, diz.

Fundado em 1986 por Roberto Suplicy, o bloco voltou às ruas no ano passado após um hiato de quase dez anos sem desfilar. A concentração, neste sábado, começa às 13h na Praça Estilac Leal (Monumento Às Bandeiras), no Ibirapuera. Entretanto, trata-se de uma área VIP onde só entra quem comprar o abadá do Gueri-Gueri por 140 reais. O valor não dá direito à bebida ou comida. No local, haverá apresentação da banda Me Viu, Mentiu.

“Com a venda das camisetas é que mantemos o bloco, contratamos o trio, temos banheiros, bares. É uma comodidade para o folião”, explica a empresária Fernanda Suplicy, filha do fundador e atualmente responsável pela organização do evento.  Porém, explica que quando o trio elétrico comandado por Ivo Meirelles sai às ruas trata-se de um evento aberto ao público. “É super democrático”, garante Fernanda.

Continua após a publicidade

É nesse clima de “democracia foliã” que Pathy de Jesus quer estrear no Carnaval de rua. “Sempre desfilei em escola de samba, mas em bloco de rua é  a primeira vez. Será no mínimo divertido”, diz a atriz que também desfilará como destaque na Imperatriz Leopoldinense, no Rio de Janeiro, e na Vai-Vai, em São Paulo. Historicamente, a escola do Bixiga e a Camisa Verde, escola da família de Pathy, são grandes rivais no sambódromo.

+ Obra do Metrô fará Vai-Vai deixar Bixiga após 85 anos

“Quando você se torna uma pessoa pública, as escolas te chamam para acrescentar algo no desfile.  É por isso que estou na Vai-Vai. Mas o Camisa sempre será minha paixão.” Atualmente, a Camisa Verde, fundada há 61 anos, se encontra no Grupo do Acesso.

Serviço 

Banda Gueri-Gueri

Data: 7/2 – Sábado
Horário: 13h (concentração)
Local: Praça Estilac Leal (Monumento Às Bandeiras) – Ibirapuera
Ingresso: 140 reais (segundo lote)
Onde comprar: https://semhora.com.br/website/evento/gueri-gueri

Continua após a publicidade
Publicidade