6 passeios baratos em São Paulo para se sentir em outro país

São Paulo é uma cidade formada por diversas culturas. Seja na gastronomia ou arquitetura, muitos imigrantes que aqui passaram deixaram um pouquinho de sua história. Não é preciso pegar um avião para conhecer de perto as lembranças que esses povos deixaram. + Aproveite a Negroni Week por menos de 25 reais Confira uma lista com seis […]

SÃO PAULO, SP - 14.02.2016: ANO NOVO-CHINÊS - Público festeja a chegada do Ano Novo Chinês (Ano do Macaco) no bairro da Liberdade, no centro da capital paulista, na manhã deste domingo. (Foto: Antonio Cícero/FramePhoto/Folhapress).

Bairro da Liberdade é formado por influências orientais (Foto: Antonio Cícero/FramePhoto/Folhapress)

São Paulo é uma cidade formada por diversas culturas. Seja na gastronomia ou arquitetura, muitos imigrantes que aqui passaram deixaram um pouquinho de sua história. Não é preciso pegar um avião para conhecer de perto as lembranças que esses povos deixaram.

+ Aproveite a Negroni Week por menos de 25 reais

Confira uma lista com seis lugares para conhecer na cidade para se sentir em outro país. E nem precisa gastar todo o salário do mês!

Data da foto: 1982 Escadaria do Bixiga, que une a parte baixa do bairro ¿ alta, na Rua dos Ingleses.

Escadaria do Bixiga, em frente à Praça Dom Orione: feirinha de antiguidades aos domingos, das 8h às 18h (Foto: Eliana Assumpção)

Bixiga
As diversas cantinas no bairro já anunciam quem dá a vida por ali: os italianos. Aos domingos, uma feirinha de antiguidades é montada na praça principal do bairro. Aproveite para conhecer também o Museu do Óculos. Motivos para conhecer todas as suas atrações de pertinho não faltam, como por exemplo o restaurante Capuano, o mais antigo em funcionamento na cidade.

+ 25 motivos para amar a Mooca

inca cola

Inca Kola: refrigerante querido nos Andes é vendido na feira boliviana Kantuta (Foto: Divulgação)

Feira Kantuta
Delícias gastronômicas direto dos Andes! Todos os domingos, a feira boliviana toma conta de uma praça no Canindé. Além de provar as saborosas salteñas (tipo de pastel assado) e Inca Kola (refrigerante), é possível levar para casa malhas e bordados tradicionais do país, temperos, artesanato, milhos gigantes e instrumentos de sopro.

parque-do-carmo-cerejeiras-5

Cerejeiras: maior número das árvores fora do Japão (Foto: Fernando Moraes)

Festa das Cerejeiras
Anualmente, as cerejeiras cor-de-rosa do Parque do Carmo florescem, sendo o segundo lugar no mundo com maior número das árvores, perdendo apenas para seu país de origem, o Japão. Aproveite para fotografar, admirar as plantas e se deliciar com as comidinhas japonesas que são preparadas para a festa.

festival árabe do brás

Feirinha árabe é realizada aos sábados de domingos na Rua Elisa Whitaker, no Brás (Foto: Divulgação)

Festival Árabe de Rua
A nova feirinha instala-se no bairro do Brás aos sábados e domingos, trazendo apresentações de dança e música, comidas típicas (a exemplo de esfihas frescas, kibe, tabule e doces como ninho de nozes). Confira mais detalhes sobre esse passeio clicando AQUI.

Ano Novo chinês

Festa em comemoração ao ano-novo chinês, no bairro da Liberdade (Foto: Fabricio Bomjardim)

Liberdade
No bairro, chineses e japoneses convivem harmoniosamente entre as lojinhas cheias de bugigangas divertidas, doces diferentões e festas típicas como o Ano-Novo Chinês. Aproveite para soltar a voz nos diversos karaokês dali e encher o carrinho nos mercadinhos no fim da tarde, quando os produtos frescos entram em promoção. Aos domingos, artesanato e comidinhas são expostos na feirinha na Praça da Liberdade, ao lado da estação de metrô.

+ Vinte e cinco motivos para amar a Liberdade

389234_661916160491108_828638515_n

Relógio de Paranapiacaba: arquitetura inglesa em meio a neblina encanta turistas (Foto: Larissa Faria)

Paranapiacaba
De origem inglesa, a vila foi construída para ser residência dos ferroviários da primeira linha de trem do estado de São Paulo, que transportava café para o porto de Santos. Atualmente, é dividida entre a parte baixa (com influências inglesas) e parte alta (construída por portugueses).

+ Onze razões para visitar Paranapiacaba

Aproveite para visitar o Museu Castelo, curtir um friozinho e neblina enquanto toma chá com bolo em alguns dos restaurantes locais e para tirar lindas fotos do relógio inspirado no Big Ben. O expresso turístico é uma forma divertida de chegar ao distrito.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s