Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Boa Vizinhança Por Blog

A incorporadora faliu. E agora, o que fazer?

Você decidiu comprar um novo apartamento para morar ou mesmo para investir e, no meio do caminho, por causa da crise econômica, a incorporadora responsável pela construção do prédio faliu. Essa situação, infelizmente, nos dias atuais, não é incomum. E para reaver o valor investido, você deverá entrar em uma fila. Isso porque a lei determina que […]

Por Carolina Giovanelli Atualizado em 26 fev 2017, 12h00 - Publicado em 12 jul 2016, 20h16
(Foto: Fernando Moraes)

(Foto: Fernando Moraes)

Você decidiu comprar um novo apartamento para morar ou mesmo para investir e, no meio do caminho, por causa da crise econômica, a incorporadora responsável pela construção do prédio faliu.

Essa situação, infelizmente, nos dias atuais, não é incomum. E para reaver o valor investido, você deverá entrar em uma fila. Isso porque a lei determina que a empresa pague, em primeiro lugar, suas dívidas com funcionários e impostos. Só depois disso, ela deverá arcar com as indenizações devidas aos compradores dos apartamentos.

+ O que você precisa saber ao alugar sua vaga na garagem

Existe a possibilidade de você entrar com uma ação na Justiça contra a construtora, mas é bom saber que o processo, em geral, se arrasta por anos. Isso sem falar no valor que deverá gastar durante o processo com custos dos advogados.

Portanto, antes de comprar um novo apartamento, é importantíssimo que se você faça uma pesquisa bastante apurada em relação à construtora da obra. Como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar.

Continua após a publicidade

Publicidade