Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet

Os primeiros passos antes de adotar um bichinho de estimação

Conhecer o próprio perfil, calcular limites para gastos e entender as diferentes personalidades entre cachorros e gatos são algumas das dicas

Por Barbara Demerov, Gabriela Amorim Atualizado em 30 abr 2021, 01h46 - Publicado em 30 abr 2021, 06h00

A decisão não é temporária, então é necessário levar muitos fatores a sério para fazer com que uma adoção seja saudável — especialmente para aquele que ganha um lar.

Susan Yamamoto, fundadora da ONG Adote um Gatinho (@adoteumgatinho), afirma que as pessoas interessadas precisam, antes de tudo, estudar o próprio perfil e a rotina, calcular o limite de gastos e entender que gatos e cachorros têm personalidades diferentes. “É importante ver as características do dono e do bicho que será adotado.”

A partir do momento em que o tutor escolhe seu novo companheiro, a casa precisa estar preparada, com local para o pet dormir e fazer xixi e redes de proteção. A veterinária Vivian Reis, proprietária da creche canina Joy Care (@joycare.sp), aponta: “Não é apenas adotar e pronto, pois temos a fase de adaptação, primeiro contato e cuidados”. Por isso, é essencial estimular os bichinhos com passeios e brincadeiras em prol da saúde física e mental.

Além disso, a castração deve ser feita e as vacinas têm de estar sempre em dia.

Preparando a casa para uma adoção

Para cães:

  • Tapete higiênico
  • Comedouro e bebedouro
  • Caminha
  • Brinquedos (especialmente bolas e pelúcias que fazem barulho) e uma caixa para organizá-los
  • Escova de pelos

Para gatos:

  • Caixa de areia
  • Redes de proteção
  • Comedouro e bebedouro
  • Caminha
  • Arranhador
  • Brinquedos interativos (com sons e texturas)
  • Escova de pelos

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 05 de maio de 2021, edição nº 2736

Continua após a publicidade
Publicidade