Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para alice.padilha@abril.com.br

O fenômeno dos irmãos Tripoli na política

A família se propõe a defender os animais em suas campanhas

Por Carolina Giovanelli Atualizado em 28 set 2018, 11h04 - Publicado em 3 out 2016, 15h17

A família Tripoli ganhou mais um posto na política no pleito deste domingo (2). O empresário Reginaldo Tripoli (PV), de 53 anos, foi o terceiro vereador mais votado em sua eleição de estreia. Ele se junta aos irmãos Roberto, deputado estadual também pelo PV, e Ricardo, deputado federal pelo PSDB. “Cresci nesse meio”, conta Reginaldo. Muito do sucesso do clã, criado na Pompeia, se dá por trazer a defesa dos animais como bandeira principal.

A trajetória política do trio começou com Ricardo no início dos anos 80, o nome mais consolidado dos três, que chegou a disputar as prévias do PSDB para concorrer à Prefeitura de São Paulo neste ano. Entre seus feitos, conseguiu o aumento da pena para agressores de pets na Câmara dos Deputados.

Depois, em 2000, entrou para o ramo Roberto, responsável pelo primeiro hospital veterinário público em São Paulo. Ele foi o vereador mais votado na corrida de 2012.

Agora, a intensa propaganda dos irmãos nos últimos meses, principalmente pela internet, deu chance ao caçula, que angariou 88 843 votos.”O sobrenome ajudou, é claro”, afirma ele, que antes trabalhava nos bastidores das campanhas dos parentes. “Eu devo meu mandato ao trabalho que o Roberto e o Ricardo fizeram.”

Com o lema “eu voto pelos animais” e muitas fotos de cães e gatos em suas divulgações, Reginaldo, conhecido como Xexéu, promete novos hospitais veterinários públicos na cidade e também melhorias para os idosos e na área dos esportes. Entre suas atividades anteriores, o empresário trouxe o restaurante Capim Santo para a capital e foi conselheiro do Palmeiras.

Em tempo: há mais um irmão do clã, o jornalista Rubens Tripoli, que por enquanto não tem planos de entrar na política.

Continua após a publicidade
Publicidade