Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet

Em 1986, uma criança também caiu no recinto de um gorila, mas o final da história foi bem diferente

O caso do gorila morto em um zoológico nos EUA neste final de semana tem rendidos diversos comentários, positivos e negativos sobre a atuação do parque. O animal foi baleado após um menino de 4 anos cair em seu recinto. A direção da entidade entendeu que a criança estava em perigo e um dardo tranquilizante demoraria a fazer efeito. […]

Por Carolina Giovanelli Atualizado em 26 fev 2017, 11h40 - Publicado em 31 Maio 2016, 17h13
gorila

Jambo e o menino machucado, em 1986: final feliz (Foto: Reprodução)

O caso do gorila morto em um zoológico nos EUA neste final de semana tem rendidos diversos comentários, positivos e negativos sobre a atuação do parque. O animal foi baleado após um menino de 4 anos cair em seu recinto. A direção da entidade entendeu que a criança estava em perigo e um dardo tranquilizante demoraria a fazer efeito. Harambe, de 17 anos e 180 quilos, acabou morto, causando a indignação de ativistas da causa.

Um caso similar ocorreu em 1986 no Jersey Zoo, mas com final diferente (e feliz). Levan Merritt, um garoto de 5 anos, caiu de uma altura de 6 metros na jaula dos macacos e ficou inconsciente. O gorila Jambo, de 2 metros de altura, percebeu o movimento e se aproximou lentamente. Tocou as costas do menino e, em seguida, ficou de guarda, protegendo a criança dos outros primatas.

+ Menina provoca gorila em zoológico, animal se irrita e parte pra cima

Ao acordar, o pequeno que fraturou o crânio e quebrou o braço começou a chorar, assustando os bichos. Eles se recolheram para uma casinha afastada, onde foram presos. Um deles, entretanto, deixou o grupo e correu para perto da criança. Neste meio tempo, dois tratadores e um médico felizmente resgataram o garoto, que ficou seis semanas internado e se recuperou totalmente. Assista ao vídeo:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=W-CMxMv34_A?start=33&feature=oembed&w=500&h=375%5D

Continua após a publicidade

Em entrevista recente ao Mail Online, Merritt, hoje com 35 anos, defendeu a ação do zoológico neste mês em situação parecida com a que passou na infância: “Eles precisavam matar o gorila? Vivendo em cativeiro, ele não entenderia sua própria força comparada a de uma criança. Ele agarra o garoto e o arrasta pelo água a uma velocidade aterrorizante. O menino de 4 anos é pequeno e poderia ter facilmente se machucado“, afirmou.

Mais um caso

Outro caso impressionante (e também com final feliz, ufa!) ocorreu em Chicago, em 1996. Uma fêmea pegou no colo o menino caído em seu recinto e o deixou na porta de acesso para os tratadores a fim de que fossem resgatá-lo. O bicho virou herói nacional. Veja:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=tt3AfUoD0XM?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Uma petição assinada por mais de 350 000 pessoas quer punir os pais do garoto, cuja queda na jaula dos gorilas neste final de semana resultou na morte do bicho ameaçado de extinção. A estátua de Harembe no parque virou memorial, com flores e bilhetes deixados por ativista da causa animal.

Qual é sua opinião? O zoológico agiu certo?

Continua após a publicidade
Publicidade