Clique e assine por apenas 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para alice.padilha@abril.com.br

Dicas de como adestrar seu filhote

Nessa semana, fiz uma matéria sobre uma série de livros que está sendo lançada para ensinar os donos a lidar com seus cães e, assim, evitar o abandono (leia aqui). Do quarto livro, batizado de Educando Seu Cão Amigo, escrito pelo veterinário Marcelo Quinzani e pelo adestrador Wilson de Oliveira, roubei algumas dicas de como […]

Por Carolina Giovanelli - Atualizado em 27 fev 2017, 00h24 - Publicado em 31 ago 2013, 01h10

Os filhotes precisam de um líder: quanto mais cedo você começar a educá-los, melhores os resultados (Fotos: stock.xchng)

Nessa semana, fiz uma matéria sobre uma série de livros que está sendo lançada para ensinar os donos a lidar com seus cães e, assim, evitar o abandono (leia aqui). Do quarto livro, batizado de Educando Seu Cão Amigo, escrito pelo veterinário Marcelo Quinzani e pelo adestrador Wilson de Oliveira, roubei algumas dicas de como educar seu filhote.

– O filhote é como uma criança. Ele precisa de alguém que esteja no comando de suas atividades. Se ele perceber que não há um líder, poderá assumir o posto de “rei” e a tarefa de educá-lo se tornará muito mais difícil.

– Lembre-se: o cão não entende o que você está dizendo, mas como está dizendo. Palavras de ordem em tons agradáveis devem ser usadas para os acertos e em tons rígidos para os erros.

– Jamais agrida o filhote. Bater um jornal enrolado no chão ou chacolhar uma latinha cheia de moedas ajuda o animal a perceber que está fazendo algo errado.

Continua após a publicidade

– Quando chega na casa do dono pela primeira vez, o totó está apavorado. Foi separado recentemente de seus pais, tomou banho, provavelmente andou de carro pela primeira vez… Nesse estágio, coloque-o em um ambiente pequeno, quieto e acolhedor – equipado com caminha, comida e brinquedos. Fique um tempo com ele, acariciando-o e falando baixinho. Só o deixe sozinho após cair no sono. Repita o ciclo até o cão se sentir mais seguro.

– Se houver outro animal na casa, o novo morador e o antigo devem ser apresentados sob supervisão do dono. Para o cachorro da casa é bastante importante que o novo amigo chegue quando ele estiver acordado.

– Durante os passeios na rua, segure a guia com ambas as mãos, deixando-a curta, e mantenha o cão do seu lado esquerdo. Sempre fique à frente dele, você é quem deve indicar o caminho e determinar sua velocidade. Toda vez que ele se apressar, diminua o passo, puxe-o mais próximo de você e diga “não”, afagando-o assim que obedecer.

– Em passeios de carro, a lei estabelece que os totós precisam estar dentro de caixas de transporte ou presos ao cinto do segurança pelo peitoral. Filhotes que não são acostumados com a atividade podem enjoar. Prefira deixá-los no assoalho do carro, assim não conseguem ver o movimento externo.

Continua após a publicidade
Publicidade