Distrações bacanas que você pode criar para o pet em seu apartamento

O zootecnista Alexandre Rossi dá ideias fáceis de colocar em prática

Cada vez mais, os nossos pets estão sendo considerados membros da família e vivendo bem próximos de seus tutores. Nas grandes cidades, não é incomum que pessoas morem com o seu cão ou gato em um apartamento ou espaços reduzidos.

Se alguns cuidados não forem tomados, o tédio pode gerar distúrbios comportamentais que comprometem o bem estar do pet, como a ansiedade de separação, cujos sintomas vão desde latir em excesso quando deixado sozinho até a destruição de móveis e de objetos da casa.

Dessa forma, proporcionar atividades com brinquedos ajuda bastante, especialmente para a prevenção desses problemas, pois, uma vez que surge o gatilho para o distúrbio, ficará mais difícil tratá-lo.

Algumas ideias são simples e rápidas de fazer. Mesmo com um espaço reduzido, dá para deixar o dia a dia dos pets mais ativo! Vamos às dicas.

Garrafa pet

A boa e velha garrafa pet pode ser reutilizada para se transformar em um brinquedo divertido para os cães!

Ela não precisa ser usada apenas daquela forma tradicional, na qual alguns furos são feitos para que os grãos de ração ou petisco saiam ao haver movimento (lembrando sempre de tirar a tampa, o rótulo e o lacre da garrafa). Também pode ser amarrada em algum local mais alto para que o cachorro precise bater nela para as guloseimas caírem.

Essa é uma forma de deixar a brincadeira mais ativa. Mas cuidado: a corda ou o barbante deve ser amarrado a uma altura segura para o cão, para que ele não consiga se enrolar neles.

Rolinhos de papel

Rolinhos de papel higiênico ou de papel toalha podem ser muito divertidos para cães e gatos! Como?

Para gatos, basta montar uma espécie de pirâmide e colocar a ração dentro. Eles deverão farejar o alimento e usar as patinhas para tirar os grãos e, então, comer. É uma maneira simples e prática de deixar a alimentação mais ativa.

Já para cães, pode-se fazer “pacotinhos” com os rolos e colocar itens saborosos dentro. Para comer, eles terão que destruir o “pacote” até chegar aos petiscos. Lembrando que, se o cão engolir alguns pedaços de papelão durante o processo, não há grandes problemas, mas fique atento se ele for um devorador nato de itens não comestíveis.

Outras atividades

Lembrando que outras atividades no dia a dia são também muito importantes para manter a qualidade de vida dos nossos pets. Exercício físico desempenha um papel essencial neste quesito, ou seja, um bom passeio para o cachorro, além de prateleiras e locais onde os gatos possam subir e escalar, fazem parte das medidas para deixar a vida deles sempre divertida e saudável.

Por Alexandre Rossi, zootecnista, especialista em comportamento animal e sócio-fundador da Cão Cidadão.

Alexandre Rossi, zootecnista

Alexandre Rossi, zootecnista (Divulgação/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s