Clique e assine por apenas 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para monica.santos@abril.com.br

Aos 82 anos, aposentado alimenta gatos abandonados no Parque da Independência

Aos 82 anos, Eugênio Marraccini madruga todos os dias para alimentar os gatos do Parque da Independência, no Ipiranga, bairro onde mora desde a infância. Hoje, segundo ele, cerca de quarenta animais vivem ali, muitos deixados pelos donos. “É uma crueldade, o mesmo que abandonar uma criança”, diz. O aposentado chama os bichanos assobiando trechos de músicas de compositores como Puccini e Verdi. […]

Por VEJA SP - Atualizado em 25 Feb 2017, 21h52 - Publicado em 29 Sep 2016, 16h12
Eugênio e os bichanos no Parque da Independência (Foto: Leo Martins)

Eugênio e os bichanos no Parque da Independência (Foto: Leo Martins)

Aos 82 anos, Eugênio Marraccini madruga todos os dias para alimentar os gatos do Parque da Independência, no Ipiranga, bairro onde mora desde a infância. Hoje, segundo ele, cerca de quarenta animais vivem ali, muitos deixados pelos donos. “É uma crueldade, o mesmo que abandonar uma criança”, diz. O aposentado chama os bichanos assobiando trechos de músicas de compositores como Puccini e Verdi.

+ Confira as novidades da semana da coluna Bichos

Leva ao parque de 7 a 8 quilos de ração superpremium. Às vezes, faz um agrado a mais com músculo ou alcatra – certa vez, ladrões chegaram a roubar as carnes. Após mais de cinco décadas na atividade, Marraccini conhece todos os bichos da área e lhes dá nomes do naipe de Robertinho.

Publicidade