Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Por dentro da obra > Mulher com Enxaqueca (1994), Vania Toledo

Entenda como foi produzido o retrato de Fernanda Montenegro feito pela fotógrafa mineira

Por Tatiane de Assis Atualizado em 7 fev 2020, 15h13 - Publicado em 7 fev 2020, 08h53

A mineira Vania Toledo é autora da foto acima, parte da mostra Retratos de Mulheres por Mulheres, em cartaz no Centro Cultural Fiesp, na Avenida Paulista. Obras de Luisa Dörr e do Coletivo Amapoa completam a seleção.

Escolhe aí- O retrato de Fernanda Montenegro integra a série Personagens Femininos, que foi realizada entre 1984 e 1994. “Nesse projeto, que virou livro, perguntei a atrizes quais papéis elas gostariam de fazer mas nunca tinham feito”, explica Vania.

Conforto- O uso de fundos em fotografias de estúdio é algo comum. Se o americano Irving Penn (1917-2009), ídolo de Vania, burlava as limitações de um espaço pequeno por meio disso, a fotógrafa utilizou esse expediente para criar um ambiente mais acolhedor, que remetia ao do Theatro Municipal, àquela época em reforma.

Sem tempo- “Lembro de ela dizer que queria fazer seu personagem permanente: uma mulher com enxaqueca, que busca o patrocínio das peças, cuida dos filhos e do marido”, conta a fotógrafa, que gastou apenas meia hora para clicar Fernanda e teve a ajuda da atriz, que levou o figurino.

Nuances- A escolha do preto e branco pela fotógrafa não passa pela nostalgia. “Gosto das nuances dos diferentes tons de preto, branco e cinza. Vejo muitas cores aí”, diz a mineira, que se autointitula a rainha do P&B.

Continua após a publicidade

Publicidade