Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Naipe de baralho, teste psicológico? Conheça pintura de Rodrigo Andrade

Parte da série Homenagem Ao Palhaço, pintura se conecta de forma despojada com a História da Arte

Por Tatiane de Assis Atualizado em 13 mar 2020, 12h56 - Publicado em 13 mar 2020, 12h45
Série Homenagem Ao Palhaço: exibição na galeria Millan Ding Musa/Divulgação

NASCIMENTO A série Homenagem ao Quadrado, feita pelo alemão Joseph Albers (1888-1976), é o ponto de partida do artista Rodrigo Andrade. “Ele, na verdade, fez uma homenagem às cores. No meu caso, elas têm protagonismo também. Mas coloquei outro nome na série. De uma brincadeira, nasceu o palhaço”, afirma o paulistano.

FLUXO DE FORMAS Naipes de cartas, estilizações do sorriso do vilão Coringa, resultados do Teste de Rorschach… Você pode associar as figuras vistas nesta pintura a inúmeras coisas. O que se mostra mais constante é o fluxo de formas horizontais e verticais que dá ritmo à composição e que parece se espalhar sem pudor pela superfície.

URGÊNCIA O estêncil, que é uma das técnicas utilizadas na tela, pode dar a sensação inicial de que o observador está em um mar calmo e certeiro de cores. Depois, contudo, os ruídos, ou manchas, são notados. “Quero que haja uma distância mínima entre a ideia e a forma. Nessa urgência do fazer, as falhas são constantes”, diz Rodrigo Andrade.

Galeria Millan

Rua Fradique Coutinho, 1360, Pinheiros, ☎ 3031-6007. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até o dia 25.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade