Clique e assine por apenas 5,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Marceneira paulistana cria a “bandeja-date”

Quem já derrubou uma taça de vinho no tapete durante um encontro romântico vai entender a função da peça

Por Tatiane de Assis - Atualizado em 12 jun 2020, 19h18 - Publicado em 4 jun 2020, 19h37

A paulista Luana Segatto leva uma vida dupla. Ela é formada e trabalha no meio publicitário. Ao mesmo tempo, tem ensaiado, com sucesso, uma carreira plano B na marcenaria. Dentre os móveis que produziu, está uma peça curiosa, apelidada de bandeja-date.

Detalhes da bandeja-date
Detalhes da bandeja-date Divulgação/Divulgação

Luana conta que criou o item quando ainda estava casada. Ela e o ex-marido adoravam tomar vinho. Contudo, sempre esbarravam em um problema: manter as taças intactas. “Sempre rolavam uns desastres, ou as taças caiam e quebravam, ou a gente derrubava vinho nos tapetes”, conta ela.

No rol de criações da paulistanas, há ainda outras peças curiosas, como uma tábua de frios dupla, que lembra um quebra-cabeça e um banquinho de meditação desmontável. “Desde comecei a aprender mais sobre a marcenaria, me dediquei a fazer objetos que estimulassem a minha criatividade”, afirma Luana.

Bandeja-date
Bandeja-date também pode ajudar no café da manhã Divulgação/Divulgação

Durante a quarentena, ela paralisou a produção de tábuas e da bandeja-date. Com as madeiras que tem no apartamento, produz banquinhos de meditação, que ainda tem sido entregues durante a crise, seguindo os protocolos de saúde recomendados.

Enquanto a pandemia não passa, ela também cria novos projetos, que podem melhorar o seu cotidiano e de outras pessoas. No perfil @luhazine, é possível acompanhar o processo de produção da marceneira, bem como seus lançamentos.

Assine a Vejinha a partir de 6,90

Continua após a publicidade
Publicidade