Clique e assine por apenas 6,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Movimentos do mar inspiram mostra psicodélica de Kemel Addas Neto

Mistura de cores vibrantes tomam o conjunto, que é formado majoritariamente por telas pintadas com tinta acrílica

Por Tatiane de Assis - Atualizado em 8 Nov 2019, 10h28 - Publicado em 8 Nov 2019, 00h25

Uma sessão de surfe na Praia das Pintagueiras, no Guarujá, é o primeiro passo do processo de produção do artista Kemel Addas Neto, de 53 anos. “Limpo a alma para começar a pintar”, conta o paulistano que exibe vinte obras na exposição Psychedelic Vision, em cartaz de amanhã (7) até 6 de dezembro na galeria Ceres Art (Rua Medeiros de Albuquerque, 401), na Vila Madalena.

O conjunto que Kemel apresenta é composto majoritariamente por telas pintadas com tinta acrílica e ostentam múltiplos tons, em referência à psicodelia dos anos 60 e 70. “Na maioria das vezes, pinto uma tela de cada vez. Isso, acompanhado de muito rock’n’roll. Na minha playlist, em primeiro lugar está Carlos Santana, em segundo Jimi Hendrix”, conta. Ainda sobre o caráter vibrante das obras, ele complementa: “Minha inspiração é o mar. Se você observar, até a onda quebrar na areia, ela muda várias vezes de cor.”

Um dos trabalhos que merece ser observado com atenção na exposição de Kemel é Laguna Rain (acima; 2011). Na fotografia, a imensidão azul e líquida aparece. Contudo, ela é sobreposta por um conjunto de pequenos triângulos que decompõe de jeito curioso e poético a grandeza dos oceanos. Informação importante: Psychedelic Vision tem entrada gratuita.

Publicidade