Hélio Oiticica é ponto de partida de mostra na Sim Galeria

Obras de Lais Myrrha, Juan Parada, Ricardo Alcaide e Sam Moyer integram a exposição

A geometria perdeu a rigidez e ganhou ritmo nas obras de Hélio Oiticica (1937-1980), vide o Metasquema 243 (acima, 1958), que faz parte da mostra Hiato, na Sim Galeria. A exposição, que encampa a proposta de ir na contramão de um ordenamento muito paradão, mistura ainda trabalhos da mineira Lais Myrrha, do curitibano Juan Parada, do venezuelano Ricardo Alcaide e da americana Sam Moyer, que assina Ryön Path-Ji Path (2019), um híbrido de colagem e pintura. Sobre um painel de MDF em tom azul-claro são instaladas pedras de mármore. Os rasgos no suporte passam longe de qualquer aura de delicadeza e são mantidos ali, para quem quiser ver. Sim Galeria. Rua Sarandi, 113A (térreo), Cerqueira César, ☎ 3062-8980. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 15h. Grátis. Até 27 de julho.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s