Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Galeria de arte paulistana faz vernissage durante quarentena

"Sou do grupo de risco. Não dá para ficar falando só de coronavírus, temos que seguir a vida", afirmou Ricardo Camargo, que contrariou orientação geral

Por Tatiane de Assis Atualizado em 20 mar 2020, 16h14 - Publicado em 20 mar 2020, 16h11

Na noite de quarta (18/3), a Ricardo Camargo Galeria inaugurou uma nova exposição: Coleção de um Artista, com 31 obras, de nove artistas. De acordo com que foi noticiado na coluna Direto da Fonte, grandes potes de álcool gel e máscaras eram disponibilizados para os convidados. O segundo item não obteve adesão de quem visitou a abertura. Seguranças e garçons, que serviam uísque, decidiram usar o item para cobrir o rosto.

“Fiquei três meses montando essa exposição, que tem obras do Tuneu (artista plástico). É uma exposição de qualidade, com obras de Volpi, Barsotti e Mira Schendel, queria mostrar a todos as obras”, afirma o galerista, que dá nome ao empreendimento. Compareceram a mostra 16 pessoas. Sobre as medidas tomadas, Ricardo afirma: “Sou do grupo de risco, seguimos os protocolos de segurança. O que eu acho é que não dá para ficar falando só de coronavírus, temos que seguir a vida.”

De acordo com o galerista, que já trabalha prioritariamente com visitas agendadas, os funcionários contratados pela galeria deveram se revezar ao longo da semana. Também, de segunda a sexta, o expediente será reduzido. “Se aparecer uma pessoa, eu atendo, se não aparecer, nenhuma, eu não atendo”, diz Ricardo. Acerca dos gastos tido com a mostra, ele aponta alguns itens, como moldura e catálogo. Sobre a receita obtida, ele afirma que com a venda de oito obras “já está no azul.”

Museus e espaços culturais fechados em São Paulo

Até terça (17), mais de 20 museus e espaços culturais de grande e médio porte, vide os institutos Itaú Cultural, Moreira Salles  e Tomie Ohtake, Japan House, Masp e Pinacoteca, anunciaram a suspensão de suas atividades, sejam elas exposições, cursos ou visitas guiadas. No dia 13, a feira SP-ARTE comunicou ao público o adiamento de sua 16ª edição. O Brasil contabiliza 654 infectados em 23 estados e no DF, de acordo com secretarias estaduais de saúde.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade