Em exposição, Nazareth Pacheco fala sobre luto dos pais

Apesar do assunto doloroso, obras exalam delicadeza e amor

Registros/Records apresenta 22 obras de Nazareth Pacheco. A mostra poderia ser profundamente melancólica: a paulistana fala da morte dos pais, das complicações da menopausa e de problemas de saúde. Contudo, os materiais e técnicas que ela utiliza tornam o conjunto delicado, a exemplo do bordado de Ex Congelados(acima.; 2016) e de Vida (2019), na qual são exibidas quatro camisolas de sua mãe. As partes rasgadas das peças foram cobertas com pérolas. Galeria Kogan Amaro. Alameda Franca, 1054, Jardim Paulista, ☎ 3045-0944. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até o dia 15.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s