Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Exposição com obras raras de Tarsila do Amaral chega a São Paulo

Conjunto, com 203 trabalhos, fazem parte da mostra curada por Aracy do Amaral e Regina Teixeira de Barros. Saiba mais

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 13 mar 2020, 13h36 - Publicado em 7 fev 2020, 20h09

Depois de levar mais de 402 000 pessoas ao Masp para ver um panorama de sua carreira, Tarsila do Amaral (1886-1973) volta a movimentar o calendário cultural com a exibição de 203 desenhos originais na  Fábrica de Cultura Marcos Amaro (Fama), em Itu. A mostra, com curadoria de Aracy do Amaral e Regina Teixeira de Barros, tem previsão de abertura para o dia 14 de março.

Os desenhos apresentados na Fama foram feitos entre 1910 e 1940. Sobre uma parte do conjunto, que compreende os anos de 1919 e 1920, Regina detalha no texto curatorial: “São esboços de pequenas dimensões, em sua maioria a grafite, de figuras humanas, plantas e animais. A preponderância de linhas leves e hesitantes, entremeadas aqui e ali de traços um pouco mais assertivos, sugere o ir e vir do olhar de aprendiz que passa o objeto por escrutínio, procurando fixá-lo de maneira fidedigna.”

A origem do conjunto apresentado na Fama, de acordo com informações do Estado de São Paulo, é a coleção de arte mantida pela família Fakhouri, que a vendeu para o colecionador Marcos Amaro. Quando mantidos por lá, os desenhos ficaram quase 50 anos “enclausurados”. De posse de Marcos Amaro, fundador da instituição em Itu, eles serão restaurados e poderão novamente serem apreciados pelo público. 

Paisagens de Ouro Preto e Mariana em Minas Gerais: desenhos de viagens feitas por Tarsila Hugo Curti/Divulgação
Continua após a publicidade

Publicidade